Claro aposta mais no ensino móvel. Foto: divulgação.

A Claro, de olho no mercado de ensino por dispositivos móveis, anunciou nesta semana o lançamento de novas ofertas de m-learning com o portal Ideias Cursos.

O serviço, que disponibiliza cursos em diversas áreas, foi desenvolvido em parceria com o Titans Group, responsáel pela integração dos serviços para todas as operações do Grupo América Móvil, que controla a Claro, conforme destaca o IDGNow.

Ao se matricular no serviço, que pode ser ativado com envio de SMS, pelo site Claro Ideias e página do serviço, o usuário passa a receber informações em seu aparelho.

Diariamente, pela manhã, é enviada uma lição via SMS e, caso haja interesse no complemento da mensagem é possível solicitar conteúdo adicional, enviando o comando “MAIS".

O usuário também receberá outra mensagem de texto com um resumo do tema e um link para uma página WAP, que trará o conteúdo completo da aula recebida por torpedo.

Entre os cursos disponíveis estão: Finanças Pessoais; Reforma Ortográfica; Português com Sérgio Nogueira; Velas Artesanais; Vendas; Internet, Culinária Básica e Culinária com a Ofélia.

O Ideias Cursos não é a primeira investida da operadora no segmento de e-learning. Ela já conta com o Claro Línguas, para práticas da língua inglesa, e o serviço Concursos Públicos, com aulas voltadas a concursos de níveis federal, estadual ou municipal.

A empresa promete para o lançamento seis cursos totalmente gratuitos - entre eles Finanças Pessoais, Culinária Básica e Reforma Ortográfica.

Para participar dos outros cursos, o cliente deverá pagar uma taxa semanal de R$ 2,99, com renovação automática.

VIVO

Outra que também está no mercado de ensino em dispositivos móveis é a Vivo, que lançou iniciativas como o Nuvem de Livros, uma biblioteca virtual que atualmente conta com seis mil títulos.

Outra proposta da operadora é o Kantoo, aplicativo móvel de aprendizagem de inglês e espanhol, e o Vivo Português com o Professor Pasquale, serviço de SMS que também pode ser acessado por portal de voz ou internet.

Segundo dados divulgados pela operadora, os serviços de educação da Vivo registraram cerca de 4 milhões de acessos em 2012.