Stefan Wagner, gerente geral de Media, Sport e Entertainment da SAP

Depois de ensaiar nos últimos anos uma participação no segmento de esporte, com soluções de inteligência e gestão, a SAP anunciou este mês o Sports One, primeira suíte de gestão esportiva dedicada da empresa, com foco especial no futebol.

Com lançamento previsto para o segundo semestre de 2015, o Sports One reúne quatro módulos: performance insights, gerenciamento do time, planejamento de treinos e acompanhamento de fitness dos atletas.

Conforme explicou Stefan Wagner, gerente geral de Media, Sport e Entertainment da SAP, a solução é uma evolução do que a empresa implantou e testou em clubes como Bayern de Munique e Hoffenheim, time de coração de Dietmarr Hopp, um dos fundadores da multinacional alemã.

O exemplo de sucesso mais recente de inteligência da SAP em uma equipe de futebol foi o da seleção alemã campeã do mundo em 2014, que usou o match insights em Hana para ter informações analíticas dos jogos e adversários.

"O que fizemos foi reunir toda essa expertise que reunimos em diferentes projetos e criamos uma solução completa, sediada na nuvem, para os clubes", afirmou Wagner.

Para a SAP, o Sports One será um dos motores de crescimento da vertical de esportes, que tem uma meta de fechar 2015 com cerca de 350 clientes mundiais e faturamento de US$ 20 milhões, o dobro do obtido dois anos antes. 

É um crescimento significativo, mas uma gota no oceano para uma empresa que faturou € 4,49 bilhões só no primeiro trimestre deste ano. De qualquer forma, a vertical de esportes não é apenas uma maneira de gerar caixa, e sim uma grande plataforma para criar uma vitrine para a tecnologia da multinacional em um segmento com altíssima visibilidade.

A primeira etapa do Sports One contemplará especificamente clubes de futebol na Europa, com equipes já interessadas - entretanto, a SAP não revelou nomes. O Brasil deve receber o produto apenas a partir de 2016.

"Muitos clubes do futebol sul-americano ainda possuem barreiras culturais e financeiras para entender a necessidade e ganhos que uma solução como a nossa pode trazer. Mas com os primeiros projetos, assim como a consciência que, por ser uma plataforma cloud, o custo é reduzido, acreditamos que é possível mudar isso, tanto nos clubes grandes quanto nos menores", destcou Wagner.

No Brasil e América Latina, o Grêmio é um desses projetos pioneiros. A empresa assinou no ano passado um acordo para implementar o módulo de performance insights, em um processo de integração realizado pelo SAP Labs, de São Leopoldo.

"O trabalho inicial no clube envolve apenas uma das partes do Sports One, mas acredito que em seguida o Grêmio possa trazer as outras partes da suíte para sua operação", avaliou o gerente.

De acordo com Wagner, o Palmeiras - que já utiliza uma solução de gestão da SAP (Business One) - também está de olho em usar o Sports One, mas nenhum contrato foi fechado até agora.

Por ser um novo produto e uma vertical ainda pouca explorada pela multinacional, a SAP ainda pretende intensificar a participação de canais, novos e já estabelecidos, na venda do Sports One.

Para o executivo alemão, que já foi diretor do SAP Labs Brasil de 2012 a 2014, a investida no segmento esportivo representa uma grande oportunidade para canais complementarem e atenderem de forma especializada as demandas dos clientes.

No Brasil, a implementação do performance insights no Grêmio é realizada diretamente pela SAP. No clube porto-alegrense, apenas a parte de ERP está nas mãos de parceiros (no caso, a Fusion Consultoria).

"No projetos de Sports One já em andamento na Europa, cerca de 80% já é conduzido por parceiros especializados. Em todos os mercados que vendermos esta solução, queremos a participação de desenvolvedores de aplicações, parceiros de serviços e revendas", finaliza Wagner.

* Leandro Souza cobre o SAP Sapphire Now em Orlando a convite da SAP.