ALMOÇO

Sapore agiliza refeições nas empresas

08/06/2022 15:43

Projeto de autoatendimento visa evitar filas e adiantar a demanda da cozinha.

Aldo Navarro, CIO da Sapore. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sapore, multinacional brasileira de restaurantes corporativos, está implantando um sistema para a reserva antecipada de refeições por meio de dispositivos POS, mais conhecidos como maquininhas de cartão, que ficam disponíveis em locais de convívio das empresas.

Com uma aplicação customizada para isso, os usuários têm à disposição, na maquininha, o cardápio da semana e a possibilidade de fazer o pedido para quantos dias desejarem.

Após o pagamento, que pode ser feito com cartão de crédito, débito, refeição ou alimentação, é emitido um recibo para cada refeição contendo um QR Code.

Caso o funcionário tenha o almoço pago pelo empregador ao invés de receber o valor em dinheiro, é possível escolher o prato desejado para antecipar o preparo da refeição.

O QR Code emitido é, então, utilizado para a retirada do pedido no restaurante, de acordo com a configuração de cada empresa. No caso do local ter catracas, o código é utilizado para liberar a entrada. Caso possua caixa, é utilizado para comprovar o pagamento.

“Isso melhora muito a experiência. Eu não tenho que esperar, passar em fila ou passar em caixa. Eu não tenho que passar cartão, não preciso levar nada pro restaurante. Eu simplesmente vou e almoço”, resume Aldo Navarro, CIO da Sapore.

O projeto começou durante a pandemia em um grande cliente do segmento logístico, que não teve o nome aberto, onde os trabalhadores precisavam fazer a compra de um ticket, almoçar e apresentar essa comanda no final.

Segundo a Sapore, isso gerava aglomerações para compra, na retirada dos pratos e na saída, com filas e caminhões que ficavam parados do lado de fora. O objetivo era eliminar esse passo a passo do processo.

Em outubro de 2021, os testes do piloto foram realizados e o projeto entrou no ar. Hoje, três empresas já utilizam a solução, cada uma com três a quatro maquininhas, e o roll out já está programado para os próximos clientes.

No caso da companhia onde o projeto começou, existe um fluxo com cerca de mil terceiros. Como eles não possuem crachá, a compra das refeições costumava gerar confusão. Agora, os supervisores vão no POS com o cartão corporativo e já compram refeições para diversas vezes, para todos os funcionários.

Além dos dispositivos, também é possível antecipar a refeição utilizando o Sapore 360°, aplicativo da empresa para Android e iOS. Ele possui as mesmas funcionalidades, além de outras adicionais, e já está disponível para todos os clientes da companhia.

Tanto as maquininhas quanto o aplicativo contam com sistemas de mercado customizados para a companhia, que também precisou de adaptações na parte de hardware. 

“Onde a catraca lê o QR code, por exemplo, a gente tem que controlar e queimar o ticket na hora que você entra. Senão eu posso usar o mesmo QR Code várias vezes. Então eu faço uma comunicação dessas tabelas de dados on-line. Ficou uma coisa bem legal, a gente vai desenvolvendo tecnologia em cima das necessidades”, explica Erika Barreto, product owner da Sapore.

Além de evitar filas, a ideia do projeto é que a cozinha se prepare melhor para a quantidade de refeições necessárias para aquele dia. Em alguns dos restaurantes, o número de pessoas oscila muito e, assim, é possível evitar tanto a falta quanto o desperdício de comida. 

Outro benefício apontado é que, no caso de restaurantes que têm diversas opções de self service, a escolha do buffet pode ser feita com calma com a disponibilização antecipada do cardápio.

Para os próximos passos, a Sapore planeja incluir também a disponibilidade em tempo real de assentos no restaurante, para os funcionários escolherem melhor o momento de acessar o local.

Fundada em 1992, a Sapore faz o gerenciamento de 1,1 mil restaurantes corporativos, a maior parte dentro de fábricas, hospitais ou empresas de grande porte, entregando 1,3 milhão de refeições diárias para clientes como Ford, BMW, Honda, Vale e Usiminas. Em 2020, seu faturamento foi de R$ 1,5 bilhão.

Veja também

VENCEDORES
Conheça os executivos de TI do ano

Prêmio anunciou a lista de 32 CIOs e profissionais da indústria reconhecidos em 2022.

NORDESTE
Novo empreendimento amplia Porto Digital

Com investimento de R$ 80 mi, Moinho Recife Business & Life também será na região central da cidade.

INTERNACIONAL
Martin Brower tem brasileiro como CIDO

Rui Moreira estava na operação americana da Goodyear. 

4.0
Top de Mkt tem categoria de transformação digital

Um dos prêmios mais tradicionais do país abriu um espaço para TI.

CORTES
Zak demite 40% da equipe

Startup do segmento de restaurantes teria demitido 100 por videoconferência.

ROTAS
Heloisa Pinho é nova country manager do Waze

Executiva está na empresa desde 2019, quando veio do Google.