Everton Corrêa. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

O campinense CPqD acaba de assinar um contrato com a Aeronáutica para prestar serviços de engenharia e suporte à Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (Ciscea), voltados ao projeto de implantação da Rede de Telecomunicações Aeronáuticas (ATN Nacional).

Em fase inicial, o projeto tem previsão de duração de cinco anos, ao longo dos quais serão investidos R$ 9,88 milhões.

A ATN Nacional englobará um sistema de comunicações do controle do tráfego aéreo brasileiro, e possibilitará o compartilhamento de recursos e aplicações para suporte a este tráfego entre instituições do setor.

“O sistema permitirá, por exemplo, a implantação de centros de controle de contingência e de um centro de gerência técnica nacional”, explica o Major Brigadeiro do Ar Carlos de Aquino, presidente da Ciscea.

Para isso, o CPqD realizará um trabalho independente de verificação e validação do novo sistema de comunicação de dados e voz a ser implantado pelo projeto ATN Nacional.

“A meta é garantir a perfeita aderência às necessidades operacionais do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (Sisceab) e às normas da Organização da Aviação Civil Internacional”, informa Hélio Graciosa, presidente do CPqD.

Conforme o executivo, o contrato com a Ciscea estabelece, entre outros requisitos, que as especificações dos equipamentos para a ATN estejam de acordo com padrões como os fixados pela Eurocae (European Organization for Civil Aviaton Equipment) e, para atender a esse requisito, o CPqD participará dessa entidade como membro associado.

“Isso nos dará direito a efetuar contribuições técnicas para a evolução desses padrões”, comenta Graciosa.

A empresa campinense também atuará no suporte à implantação de um Laboratório de Qualificação de Sistemas e Elementos de Rede VoIP ATM (Air Traffic Management).

O laboratório terá a função de realizar ensaios e testes nos elementos de rede VoIP a serem integrados à ATN Nacional.

“No Brasil não existe um laboratório como esse, com capacidade para realizar esses tipos de testes”, ressalta Everton Corrêa, da gerência de Defesa e Segurança do CPqD.

Segundo ele, o contrato entre a empresa e a Ciscea prevê, ainda, suporte à realização de projetos de redes digitais necessárias para a implantação da ATN Nacional, onde se destaca o backbone nacional.