Victor Proscurchin. Foto: divulgação.

Victor Fernando Proscurchin não é mais o manager da D-Link no Brasil, depois de ocupar por quatro anos o comando da empresa.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pela companhia. Proscurchin entrou na fabricante de equipamentos de rede em 2002 como gerente de canais de distribuição. De 2009 a 2011, ele foi o diretor de distribuição de varejo da marca.

Em âmbito regional, a divisão latino-americana da fabricante é controlada por André Marchiori, ex-presidente da Antel, que entrou no final de 2014 da multinacional de equipamentos de rede. Segundo a assessoria da D-Link, Marchiori agora também é responsável pela unidades brasileira da marca.

Na liderança da operação brasileira da D-Link, o executivo foi um dos responsáveis pela reformulação do programa de canais da empresa, agora dividido em categorias.

Além disso, foi sob a gestão de Proscurchin que a empresa mudou seu centro de distribuição de São Paulo para o Espírito Santo, reduzindo seus custos de ICMS de 18% para 4%. Além disso, a empresa reduziu suas despesas operacionais em 35% durante os últimos anos.

Embora a empresa não abra valores totais de faturamento, no país a marca avançou com um crescimento de 50% na parte de telecom e 45% na parte de produtos para varejo. Com sede em Taiwan, a companhia tem um faturamento global de US$ 1 bilhão.

No primeiro semestre deste ano, a fabricante anunciou mudanças em sua estrutura de canais, indo além do foco nos produtos e trabalhando o conceito de valor agregado em suas revendas, mirando principalmente um crescimento em empresas de médio e pequeno porte.

O programa, denominado Partner D, conta com 600 canais pré-selecionados, abrangendo empresas em todas as regiões do território brasileiro. Com o iniciativa, a companhia espera impulsionar em 30% o faturamento destes parceiros.

Presente no Brasil desde 2000, a D-Link oferece soluções em segurança e conectividade, como roteadores, sistemas de vigilância e equipamentos para telecom - possuindo contratos de equipamentos com as quatros grandes operadoras do país.