Sandro Vaz. Foto: divulgação.

A gaúcha OpServices acaba de firmar com a Cimcorp a primeira parceria de sua nova estratégia de canais, focada em aliados de grande porte que possibilitem à empresa passar, aos poucos, a uma atuação exclusiva como fabricante.

A Cimcorp começou em 2011 como cliente do OpMon, software de monitoramento de indicadores de infraestrutura de TI da companhia porto-alegrense, e agora passa usar a ferramenta em seu NOC (Network Operation Center) para, de lá, gerenciar ambientes de clientes.

Nisso, a OpServices ganha com a venda de licenças para a Cimcorp, renovação anual das mesmas, além de serviços extra, na área de suporte, desenvolvimento e customização, para os clientes finais.

“Temos uma rede de mais de cem canais, grande parte deles representantes comerciais ou pequenos e médios integradores, mas caminhamos para um plano focado em parceiros de grande porte, que comprem ou aluguem o OpMon para, com ele, prestar serviços a seus atendidos”, explica Sandro Vaz, diretor da OpServices em São Paulo.

Primeiro passo da nova estratégia, a Cimcorp dá impulso aos planos: subsidiária nacional da holding Midas Medici, por quem foi comprada em agosto do ano passado, a companhia tem matriz em São Paulo, filiais em nove capitais brasileiras, operação em Miami e fechou 2011 com faturamento de R$ 140 milhões.

"Dado o potencial desta aliança, estamos focando recursos técnicos e comerciais a fim de alavancar novos negócios para ambos", afirma Vaz.

Investida na qual se inclui a instalação recente de uma equipe de vendas diretas da OpServices em São Paulo.

Já para a Cimcorp, a aliança faz parte de uma estratégia macro de integração global de serviços gerenciados com as demais empresas de tecnologia controladas pela Midas Medici, explica Marcos Antônio Alvim, diretor de Serviços da subsidiária brasileira.

“Essa estratégia é um dos pilares que sustenta o crescimento da empresa na prestação de serviços para infraestrutura de TI”, comenta Alvim. “A OpServices nos oferece uma plataforma de gerenciamento que levamos aos clientes para agregar valor nas soluções de infraestrutura ofertadas”, completa.

A OpServices conta com mais de 100 clientes para sua solução, tanto no Brasil, quanto no exterior, onde a companhia gaúcha atua com vendas via web e por meio de um parceiro em Portugal.

Com a nova parceria, a empresa incrementa os negócios locais, chegando a mercados como Minas Gerais, Brasília e a região Nordeste, onde a Cimcorp tem presença forte, comenta Vaz.

“Estamos presentes nestes mercados, mas um parceiro deste porte reforça em muito nossa atuação”, destaca o diretor.

Para fomentar a estratégia de parceiros de peso, a OpServices já está em tratativas com outras duas empresas, cujos nomes Vaz não revela, mas destaca que há previsão de fechar pelo menos um acordo ainda este ano.

A empresa gaúcha, que atende a clientes como Banrisul, Tok&Stok e Grendene,  também não revela o faturamento, mas, segundo o diretor, a meta em 2012 é crescer além do tradicional.

“Historicamente, viemos crescendo a taxas médias de 30% ao ano. Este ano, com o incremento da estratégia de vendas e parcerias, pretendemos crescer 50%”, finaliza ele.

GANHA-GANHA
Para a Cimcorp, a parceria também incrementa o plano anunciado no começo deste ano de aumentar o faturamento na região Sul, onde atende a clientes como Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul, Procergs e Ministério Público de Santa Catarina.

Atualmente, a empresa tem na região cerca de 10% de seu movimento total, mas a meta é, no curto prazo, é chegar a 20% da receita geral.

Na região, a companhia tem profissionais em Curitiba, Joinville, Florianópolis e Porto Alegre.