Ventiur.net pronta para pisar firme. Foto: flickr.com/photos/ajnabee

A Ventiur.net, aceleradora de empresas estabelecida em fevereiro em Porto Alegre, escolheu suas primeiras startups: a Beonpop, um aplicativo para medir a popularidade dos usuários e das marcas no Facebook, e o PapaDívidas, que reúne pessoas individadas com o mesmo credor para negociar descontos maiores na quitação. 

Ambas empresas receberão investimento financeiro imediato, que poderá chegar a R$ 150 mil para cada uma.

A Beonpop foi fundada por Alexandre Stumpf, um dos donos da Interage, empresa gaúcha que atua com segurança da informação há 18 anos e o PapaDívidas por Marlon Alves, um ex-analista de sistemas da Lojas Quero-Quero com passagens como desenvolvedor por empresas como CWI, GetNet e DBseller.

Outras três empresas nascentes continuam na disputa: Hookit, Bom Apetite e Home Manager, que terão que atingir metas de desempenho para serem investidas. 

A ideia inicial da Ventiur.net era de escolher três startups para receberem o investimento e a consultoria para os próximos seis meses, mas a qualidade das concorrentes contribuiu para abrir nova possibilidade, afirma a aceleradora em nota. 

“O alto nível das concorrentes nos surpreendeu, o que fez com que a disputa fosse bastante acirrada. Valeu à pena o longo tempo para definir, pois apostamos nas escolhidas por enxergarmos grandes possibilidades de crescimento. São muito promissoras”, destacou um dos investidores da Ventiur.net Fábio Ramos, conselheiro da Ciberbras.

Compõem a aceleradora 12 sócios-investidores com planos de investir R$ 9 milhões em negócios inovadores até o final de 2015. O capital inicial é de R$ 600 mil.

Além de Ramos, participam do grupo empresários gaúchos como Cesar Braga (Gestum), Fabio Defferrari (Defferrari), Márcio Coelho (Gad'Brivia), Siegfried Koelln (SKA) e Alexandre Costa (Perseus e Energy Telecom).

Também estão no grupo nomes conhecidos no meio empresarial como Carlos André Maltese Klein, ex-diretor executivo do Sebrae-RS e CEO da Esade, José Fernando Mattos, idealizador do PGQP e presidente da consultoria Index. Ao todo, os participantes já investiram R$ 12 milhões nos últimos três anos a título pessoal em startups.

Também participam 17 profissionais atuando como mentores. Eles dedicarão de 4 a 12 horas mensais para os projetos da aceleradora.

O grupo inclui André Marcelo Knorst, diretor adjunto da AGDI, Carlos Eduardo de Souza Aranha, coordenador da Unitec, incubadora tecnológica da Unisinos, Dario Azevedo, professor da PUC-RS e ex-diretor técnico da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Helio Galvão Ciffoni, coordenador do Escritório Ásia da Softex, Oscar Kronmeyer, gerente regional da Abinee-RS e Susana Kakuta, gestora executiva do Tecnosinos.

A gestão cotidiana da aceleradora é feita pela Venti Inteligência em Projetos, que cede espaço físico, em parceria com Nós Coworking, Ionatec, Partec e Softsul. Um segundo momento deve incluir espaços em incubadoras da PUC-RS, Unisinos, Feevale e UFSM.

A ideia da Ventiur.net é promover seleções de empresas interessadas trimestralmente, dando início a um processo no qual os interessados participariam de cursos e receberiam coaching para melhorar seus modelos de negócio e finalmente receber um investimento da aceleradas, do tipo feito por investidores-anjo.

Os sócios-investidores tem autonomia para decidir em quem querem ou não investir.