Novo sistema da Kenta em funcionamento. Foto: divulgação.

A Kenta, empresa de fábrica de software e consultoria sediada em Porto Alegre, contratou a Hypervisual para melhorar a experiência de usuário (UX, na sigla em inglês) do seu produto DRS Veicular voltado para centros de formação de condutores, os chamados CFCs.

O objetivo era melhorar a interface do produto em função da portaria 238/2014 do Departamento Nacional de Trânsito que regulamenta o sistema eletrônico de anotação, transmissão e recepção dos relatórios dos instrutores. 

Com essa novidade, o DRS, além de fazer filmagem, monitoramento e gestão de aulas e exames de direção, também deverá ser usado para receber em tempo real notas e observações do instrutor nos seus tablets. 

“Em um trajeto no qual deve passar diversas informações ao aluno e estar atento ao trânsito ao redor, o instrutor em posse desse sistema precisa que as informações sejam de fácil acesso e seu manuseio, prático”, diz Tiago Guerreiro, diretor comercial da Kenta.

A Hypervisual focou na experiência do usuário para desenvolver uma plataforma que ofereça acesso e navegação objetivos e agradáveis. O resultado foi uma interface amigável e intuitiva, pela qual o instrutor visualiza ícones que simbolizam infrações. 

Ele usa o sistema ainda para registrar o conteúdo programático ministrado na aula, comportamento e infrações cometidas pelo aluno. 

Além disso, foi a Hypervisual que elaborou toda a identidade visual do sistema, desde a interface, logomarca, embalagens, documentação e material de comunicação.

Através do módulo web do produto, com interface também desenvolvida pela Hypervisual, todas as aulas estarão disponíveis para consultas e auditorias. Os vídeos ficam armazenados por tempo determinado pela portaria de cada estado. O CFC, o aluno e Detran podem ter acesso ao conteúdo audiovisual.

O sistema está em fase de implantação em 14 dos 273 CFCs do Rio Grande do Sul e em todos os 200 do Mato Grosso do Sul. Ao todo, são aproximadamente mil veículos.