As remessas mundiais de dispositivos são estimadas em 2,3 bilhões de unidades neste ano. Foto: Divulgação.

O Gartner aponta que as vendas globais combinadas de PCs, tablets, ultraportáteis e celulares ficarão estáveis em 2017. As remessas mundiais desses dispositivos são estimadas em um total de 2,3 bilhões de unidades para este ano, mesmo número de 2016.

Aproximadamente 7 bilhões de telefones, tablets e PCs estavam em uso no mundo até o final de 2016. O Gartner, no entanto, não espera nenhum crescimento nas vendas de dispositivos tradicionais até 2018, quando um pequeno aumento nas remessas de ultraportáteis e celulares é previsto. 

"O mercado global de dispositivos está estagnado. As vendas de celulares só estão crescendo nas regiões emergentes da Ásia/Pacífico. O setor de PCs está na pior fase de seu declínio", diz Ranjit Atwal, diretor de pesquisas do Gartner.

De acordo com Atwal, os preços médios de vendas também estão começando a estagnar por causa da saturação do mercado e de um desenvolvimento reduzido da inovação

"Os consumidores têm menos motivos para fazer upgrades ou comprar aparelhos tradicionais. Eles buscam experiências e aplicativos novos em categorias crescentes, como Head Mounted Displays (HMDs, modelos de display usados na cabeça), Virtual Personal Assistant (VPA, assistente pessoal virtual), alto-falantes e dispositivos vestíveis”, detalha.

Para a consultoria, o setor de PCs se beneficiará com um ciclo de substituição no final deste período de projeções, voltando a crescer em 2018. Cada vez mais, funcionalidades e preços atrativos de ultraportáteis atrairão compradores enquanto as vendas dos PCs tradicionais continuam a cair. 

O segmento de celulares também será favorecido com as trocas. No entanto, há uma diferença entre os mercados consolidados e em desenvolvimento. 

"As pessoas que estão em países emergentes ainda enxergam os smartphones como seus dispositivos principais de computação e os substituem com mais frequência do que os consumidores de mercados consolidados", afirma o diretor.