Grêmio na torcida pela TI com ERP SAP. Foto: divulgação.

Modernizar a gestão através da tecnologia é uma das palavras de ordem no Grêmio. Depois de anunciar no ano passado a adoção de soluções SAP para inteligência em gestão de futebol, o clube iniciou a implantação de softwares da empresa alemã em seus processos administrativos.

O clube portoalegrense começou em janeiro a implantação do SAP ECC 6.0, ERP all-in-one que contará com os módulos de finanças, contabilidade, materiais, vendas e distribuição, assim como processos fiscais.

Para o projeto, o clube contratou a Fusion Consultoria, VAR SAP com sede em Porto Alegre. O valor do contrato não foi divulgado. Segundo Antônio Dutra Jr, vice-presidente eleito no biênio 2015-2016 e responsável por coordenar a implementação do ERP, o projeto é abrangente.

"A implementação também contemplará o gerenciamento de contratos, integração com o Sistema de RH da Senior Sistemas, além da camada de Business Intelligence para oferecer aos executivos do clube e aos conselhos de Administração e Deliberativo, informações gerenciais sobre as diversas áreas do clube, incluindo sistemas de apoio que permanecerão em operação, como o quadro social", afirma o coordenador.

Segundo Dutra Jr, vice-presidente da Sysphera, empresa de TI focada em soluções de planejamento financeiro e passagens por multinacionais como Xerox, Bull e SAP, o projeto deve ser concluído até março de 2016 é acompanhado de perto pelo CEO do clube Gustavo Zanchi.

“A adoção do SAP A1 pelo Grêmio é um passo importante para a melhoria da governança corporativa. Estamos falando de tecnologia, processos e pessoas. Sua implementação vai tocar todos os nossos processos fundamentais e vai trazer para os nossos profissionais uma série de benefícios, integrando atividades e reduzindo o esforço na descoberta de informações para a tomada de decisão“, avalia.

O investimento em gestão chega no rastro da badalada adoção do Team Performance, plataforma de inteligência esportiva baseada em SAP Hana semelhante à que foi utilizada pela seleção alemã durante a Copa do Mundo de 2014, competição em que se sagrou campeã.

Já em implementação desde meados do ano passado, e já em estágio avançado segundo destacou Dutra Jr, o trabalho tem ocupado uma equipe de mais de trinta profissionais, entre pessoal do SAP LABS e da área de TI do Grêmio.

De acordo com o executivo, a solução contempla a coleta e a análise de informações geradas nos campos de treinamento do CT Luis Carvalho e no Centro de Formação e Treinamento Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, incluindo o futebol profissional e também as categorias de base. 

Conforme explica Dutra Jr, durante os treinamentos os atletas utilizarão chips nas caneleiras, fornecidas pela Umbro, para que os dados sejam captados em tempo real.

"A solução será alimentada pelas estatísticas de jogo contratadas da empresa OPTA/Perform, fornecendo informações de desempenho da equipe profissional e seus adversários nos principais campeonatos que o Grêmio vai disputar, além de uma base histórica de 3 anos para cada competição", explica Dutra Jr.

De acordo com o coordenador, o Team Performance oferece também ferramentas para o departamento médico, assim como a criação de um portal para uso exclusivo dos atletas e ainda permite a publicação de determinadas informações para o torcedor, através de aplicativos nos celulares e tablets.

Segundo Dutra Jr, o clube também investiu em infraestrutura para abrigar as novas soluções de TI. Um dos primeiros esforços neste sentido foi a migração de toda a estrutura de dados do clube do Olímpico para um ambiente dedicado dentro da Arena do Grêmio, trabalho feito em novembro de 2014 pela equipe de TI do tricolor, comandada pelo gerente de TI Osório Prates.

Com este posicionamento, o Grêmio também quer mostrar força na parte de gestão, comparando forças com outros clubes que também investiram em TI com esta intenção. O Palmeiras também apostou em SAP, adotando o Business One, solução voltada a empresas de menor porte.

Outros clubes como Cruzeiro e Botafogo usam ERP da Totvs, principal rival da SAP no Brasil, para seus processos administrativos.

Curiosamente, o arquirrival do Grêmio, o Internacional, no ano passado investiu também em plataformas da Totvs para a gestão do clube e do novo Beira-Rio.

Embora os valores totais deste aportes em tecnologia não sejam abertos pelo clube, Dutra reforça a importância de modernizar a gestão do clube. Segundo o executivo, o Grêmio é um pioneiro no país no uso do SAP A1, assim como o Team Performance. 

"São investimentos que não trazem grande visibilidade perante o torcedor, mas são fundamentais para os profissionais do clube. Estamos melhorando muito a nossa governança para esta e para futuras gestões que vão comandar o clube“, finaliza Dutra Jr.