No Sebrae-PR, chega de dados em planilha, prancheta, bloquinho: é tudo no QlikView. Foto: divulgação.

O Sebrae-PR implantou o Business Discovery QlikView, da sueca QlikTec, em um projeto assinado pela paulista Nórdica Software, Master Reseller da fabricante do software no Brasil.

A solução gerencia mais de dois milhões de clientes cadastrados pela instituição, auxiliando na consolidação dos dados financeiros e de projetos das cinco unidades regionais distribuídas pelo estado.

“Antes, cada unidade possuía o seu próprio modelo de controle, sendo umas em planilhas de Excel, outras em Access, e por aí vai. Cada uma analisava as informações de maneiras distintas e a partir de fontes não confiáveis”, explica Adriano Almeida, responsável pelo BI do Sebrae-PR. “Hoje, todos falam a mesma língua”, completa.

A ferramenta, que foi estruturada inicialmente para gerar relatórios gerenciais da instituição para seu Conselho Deliberativo e diretoria executiva, foi expandida para o nível analítico e hoje chega até o operacional.

Com isso, entraram nas funções do QlikView a gestão de planejamento e orçamentária, gerenciamento de metas locais e nacionais, medição de satisfação com produtos e gestão de programas, entre outras.

O nível de detalhamento subiu tanto que hoje, por exemplo, o Sebrae-PR pode cruzar dados para avaliar item por item de sua gestão a partir do ponto de vista de cada região em que atua.

“E ainda tive uma diminuição no número final de relatórios, pois as informações podem ser consultadas em tempo real por meio de um browser”, conta Almeida.

Outra preocupação, conta ele, era garantir a legalidade dos atendimentos prestados,  que devem atender a nove critérios que podem desqualificar a empresa tomadora do serviço, como CNPJ inválido, entre oturos, bloqueando o subsídio financeiro para a ação.

“Hoje, graças ao acompanhamento detalhado e em tempo real, conseguimos verificar quem foi o responsável por cada ação. Geramos um processo espontâneo de correção que reduz o número de atendimentos perdidos”, comenta o executivo.

De acordo com Almeida, em três meses houve uma redução de quase 40% no número de clientes com problemas de atendimento – de seis mil para 3,8 mil.

O QlikView também entrou na reformulação do sistema de análise de qualidade dos serviços do Sebrae-PR, que hoje conta com uma central de ligações que entra em contato com o cliente e faz o questionário, tabulado pela ferrametna da QlikTech.

“Isso permite o detalhamento dos resultados por nível de expertise de cada um dos mais de 100 consultores cadastrados, além da efetividade dos conteúdos, aproveitamento do participante, entre outros”, finaliza Almeida.

OFFICE 365
O projeto de BI expande a gama de investimentos em TI que o Sebrae tem feito no Sul.

A instituição também iniciou no segundo semestre de 2012 a migração de todas as suas cerca de 135 mil contas de e-mail nos três estados do sul para o Office 365.

A implantação ficou por conta da gaúcha Processor, que venceu as licitações para realizar o serviço.

No pacote de nuvem da Microsoft, a entidade contratou e-mails, calendário, conferências, colaboração, além de edição e compartilhamento de documentos via web com Word, Excel, PowerPoint.

De acordo com o consultor do Sebrae-PR, Arilson Nico, há possibilidade de que a migração seja expandida em escala nacional.

Composto por 27 unidades descentralizadas, uma em cada estado e no Distrito Federal, o Sebrae possui uma rede com de 750 postos de atendimento, 4,4 mil colaboradores e 9 mil consultores externos no país.

A entidade destinou até 2012, 30% do seu orçamento a inovação e tecnologia.