Reunião da SCT. Foto: divulgação/SCT

A Unisinos e o governo do Rio Grande do Sul estão mexendo pauzinhos para agilizar a liberação de uma verba de R$ 15 milhões do Ministério de Ciência, Inovação e Tecnologia para o Instituto de Semicondutores do Parque Tecnológico da Unisinos.

A Secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico promoveu reunião na quinta-feira, 04, entre o ministro interino da Ciência, Inovação e Tecnologia, Luiz Antonio Rodrigues Elias e uma comitiva da Unisinos, liderada pelo reitor Marcelo Aquino.

Participaram da reunião também o deputado federal Ronaldo Zulke, que é de São Leopoldo, e o empresário Ricardo Felizzola, representante da Altus/HT Micron.

“Queremos o desenvolvimento do setor de semicondutores no Estado e o instituto é fundamental para fechar os elos faltantes da cadeia”, disse o secretário Cleber Prodanov, que tem atuado na defesa do projeto junto ao Ministério.

O ministro interino Luiz Elias garantiu que os recursos devem ser liberados ainda neste primeiro semestre.

A liberação das verbas é aguardada na Unisinos desde o ano passado. Em visita à universidade jesuíta em abril do ano passado, o  ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, disse que a verba deveria ser liberada ainda em 2012.

COMPLEXO
O complexo de semicondutores da Unisinos é formado pelo Instituto de Semicondutores e pela HT Micron, que já está em operação no Tecnosinos, mas espera a conclusão do prédio do ITT Chip para transferir a unidade para uma sala limpa  no local.