O Hospital São José de Criciúma instalou 100 máquinas Thin Clients Fusion. Foto: Divulgação.

O Hospital São José de Criciúma instalou 100 máquinas Thin Clients Fusion, da Schalter, semelhantes aos desktops, em todo seu Centro Cirúrgico e nos setores administrativos. 

Para Maurício Junkes Mezari, analista de rede do hospital, a robustez dos equipamentos, a resistência e o baixo custo dos Thin Clients pesaram no momento da escolha.

O fato de os terminais não possuírem coolers e discos rígidos, o que os torna mais duráveis e adequados a ambientes hostis, é outro fator que contribuiu para a aquisição dos terminais. 

Antes de partir para a tecnologia da Schalter, o Hospital São José de Criciúma arcava com um custo muito alto para manter em funcionamento seus desktops.

Segundo a instituição, também havia problemas para administrar as máquinas, por elas estarem instaladas em ambiente de alta demanda de processamento.

Hoje o hospital conseguiu montar uma rede com baixos custos de manutenção de hardware, software e licenciamento.

“Estimamos uma economia mensal de R$ 10.360,18 na nossa fatura de energia elétrica, em função da utilização de Thin Clients (10 watts) ao invés de desktops (150 watts)”, destaca Mezari. 

Além dos Thin Clients, o hospital está analisando a aquisição dos terminais de autoatendimento da empresa. Está prevista ainda a compra de mais Thin Clients, para atender às necessidades das ampliações estruturais da instituição em seus novos projetos de Virtualization Desktop Infrastructure (VDI) e de Certificação Digital.

Inaugurado em 1936, o Hospital São José é uma Instituição filantrópica, de caráter privado e utilidade pública. São mais de mil profissionais atuando diariamente, contando ainda com médicos residentes, acadêmicos de medicina, enfermagem e cerca de 850 estagiários/alunos por ano. 

Em 2014, foram atendidas na instituição quase 229 mil pessoas, sendo cerca de 80% através do Sistema Único de Saúde (SUS).