Pode entrar, que os dados estão protegidos. Foto: DIvulgação.

A Pague Menos, uma das maiores redes de farmácias do país, ficou compliance com a nova  Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) usando software da Privacy Tools, uma companhia gaúcha especializada no tema privacidade e segurança de dados, o que se conhece no jargão como “privacytech”.

Os recursos utilizados pela rede de farmácias são a gestão de cookies, portal de atendimento dos titulares, privacidade em aplicativos, data mapping, gestão de consentimento, integrações e outros sistemas para reduzir o trabalho manual.

“Lidamos com B2C e são muitas áreas de negócio, cada uma com seus gestores e necessidades específicas, precisávamos de um parceiro não apenas de um fornecedor”, explica Clayton Soares, DPO e gerente executivo de Governança de TI e Segurança da Informação da Pague Menos.

Sediada em Fortaleza, no Ceará, a Pague Menos é considerada a terceira maior rede do setor no país, com 1,1 mil lojas, presença em todos os estados brasileiros e um faturamento de R$6,8 bilhões em 2019.

A PrivacyTools é acelerada pela Obr.global, uma consultoria de internacionalização de negócios liderada por Robert Janssen, consultor nessa área para a Softex há duas décadas, membro de diversos grupos anjos do Vale do Silício e vice-presidente de Relações Internacionais da Assespro.

A startup já tem clientes como Grupo E-sales, CRM Piperun, Grupo RBS, Banco RCI e Senff.  No Ceará, em particular, a empresa já atende como a Jereissati Centros Comerciais (JCC) e a Unifor, que tem mais de 25 mil alunos e é a maior universidade privada do Norte e Nordeste.

Os fundadores são Aline Deparis e Marison Souza, ambos também criadores da Maven, uma companhia especializada em ferramentas de publicação digital que com o tempo evoluiu para um grupo de empresas que inclui também a Trubr, focada em blockchain.

Quem trabalha com soluções para adequação à LGPD está em um momento favorável. A lei começa a valer em agosto e prevê multas de até R$ 50 milhões ou 2% de seu faturamento bruto anual (o que for maior) para vazamentos de dados, um tipo de incidente que tem acontecido um dia sim e outro também no Brasil.