Divulgação, Robert Agthe/Flickr

O novo iPad, que será lançado no Brasil no dia 11, próxima sexta-feira, deverá chegar 15,6% mais barato que o anterior no modelo de entrada (16 GB, com Wi-Fi e 4G), hoje já vendido com desconto desde a chegada da terceira geração.

Segundo apurado pelo site G1, o modelo com 4G custará a partir de R$ 1.560 no Brasil – aparelho com Wi-Fi e 3G. Com 32 GB, o aparelho sobe para R$ 2.029, e o desconto cai para 3,3%.

O modelo com maior armazenamento, de 64 GB, será de R$ 2.389, informa o G1. Nesse caso, o desconto vai para  0,41%.

Procurada pelo site, a operadora não confirma o preço.

DENTRO DO PREVISTO
Sem a confirmação, nem um pronunciamento Apple, a queda no preço segue sem uma explicação oficial. No entanto, o valor está dentro do esperado pelo mercado.

Pesquisa da IDC divulgada no ano passado previa uma redução de 10% e 15% nos preços dos tablets. O motivo: os benefícios tributários para a fabricação em solo brasileiro.

Não é o caso, ainda, do iPad – a fábrica em Jundiaí (SP) da Foxconn, montadora de tablets para a Apple já fabrica unidades do iPad 2, mas ainda aguarda alguns trâmites burocráticos para chegar ao mercado.

Pode ser, no entanto, que na iminência da liberação, a Apple esteja ajustando o preço do modelo de entrada para não ter uma queda brusca, ao mesmo tempo que atende à demanda pelo aparelho.

É possível, também, que a TIM subsidie o aparelho.

O mercado brasileiro deve consumir 1 milhão de tablets nesse ano, o dobro de 2011, diz a IDC.

Estimativa realizada por ocasião do lançamento do iPad 2 indica que 54% do preço do aparelho no Brasil é tributo, dividida entre entre IPI (20%), ICMS-SP (18%), Cofins (7,6%), PIS (1,65%) e outros (7,42%).

Medidas recentes do governo, como uma medida provisória e o enquadramento dos tablets pela Receita Federal na Lei do Bem deve baixar o preço dos tablets em 36%.

4G SEM 4G
A Apple anunciou a chegada do último aparelho lançado ao Brasil em seu site oficial na última segunda-feira (7), mas ainda não divulgou os preços oficiais do produto.

Na terceira geração do modelo, a conexão 4G LTE  – cujas faixas de frequência ainda não foram leiloadas no Brasil para as operadoras –, deve multiplicar por 10 a conexão.

Apesar de não ter 4G no Brasil, o aparelho funcionará por aqui, nos limites do 3G ou do 3G+.

Segundo a Apple novo iPad suporta mais duas tecnologias de terceira geração – HSPA+ e HSDPA de canal duplo –, além do LTE 4G. É uma forma de compensar a ausência do 4G onde não está disponível.

No caso do HSPA+, também conhecido como 3G+, Oi, Vivo, Claro e TIM já oferecem a tecnologia, com velocidades três vezes maiores que o 3G – com taxas de downlink de até 21 Mbps.

Nos Estados Unidos, o iPad com 4G custa US$ 629 (16 GB), US$ 729 (32 GB) e US$ 829 (64 GB).

Os modelos com Wi-Fi custam de US$ 499 a US$ 699.

NOVO IPAD
O novo iPad tem a mesma autonomia de bateria que o iPad 2 – podendo chegar a 10 horas de uso sem recarga. O modelo tem 9,4 milímetros de espessura e 635 gramas de peso.

Em resultados financeiros divulgados no final de abril, a Apple informou que vendeu 11,8 milhões de iPads apenas no primeiro trimestre de 2012.