O porto de Santos. Foto: divulgação.

O consórcio formado pela Cast e pela gaúcha ITS Group foi selecionado para implementar o SAP na Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), sociedade de economia mista ligada ao governo federal que administra o Porto de Santos.

O contrato tem duração de 24 meses e inclui mapeamento de processos, proposta de melhorias, instalação e parametrização da solução, melhorias personalizadas, treinamento dos usuários, instalação em ambiente de produção, suporte e manutenção preventiva e evolutiva para a operação.

O porto de Santos é o maior da América Latina, com 7,8 milhões de m²2 de área, por onde passa aproximadamente 25% do movimento dos portos brasileiros, e carga anual de mais de 100 milhões de toneladas.

“Com o sistema, a Codesp torna procedimentos administrativos e financeiros mais eficientes, com mais integração de processos e departamentos”, comenta Evandro Ávila, diretor de Negócios Indústria & Serviços da Cast e membro do Comitê Gestor do projeto.

O contrato amplia a atuação já consagrada da Cast no setor público brasileiro.

Conforme a IDC, a empresa é a terceira maior de serviços de TI do Brasil na esfera governamental, atendendo a clientes como TRT-DF, Banco do Brasil, Petrobras, Proderj, entre outros.

Com dois mil colaboradores, a Cast tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais, Ceará e Estados Unidos, atuando em três áreas de negócios – Finanças, Indústria & Serviços e Governo.

Já a ITS Group tem sede em Porto Alegre e é especializada em SAP, sendo a única Gold Partner da fabricante alemã no Sul do Brasil.

A companhia gaúcha conta com 12 revendas pelo país.

GALINHA DOS OVOS DE OURO
Cast e ITS entram em uma estratégia de reforço da SAP lançada há três anos para incrementar a carterira no setor de governo.

De lá para cá, a multi já abocanhou contratos como BRDE Sul, com investimento de R$ 33,5 milhões em 2011; e outros de menor porte, como Instituto de Resseguros do Brasil (IRB) e prefeitura de Americana, esses todos com outro parceiro deste plano: a espanhola Indra.

Junto a este parceiro, que é Global Partner da SAP desde 2011, a última jogada da multi alemã rendeu um contrato de aproximadamente R$ 12,5 milhões com a Telebrás para implantação de seu ERP.

As investidas no governo têm mira em concorrentes do campinho de sistemas de gestão, como a Oracle, que recentemente também reavivou sua estratégia para o segmento com o II Fórum de Governo, em Brasília.

No evento em que reuniu clientes e parceiros, a rival da SAP mostrou uma carteira de atendidos já vasta na área, incluindo nomes como Serpro, Cepromat, TRF Porto Alegre, TSE e TJ-SC.