A Cisco irá fornecer cobertura de wi-fi público para o Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação.

A Cisco irá fornecer cobertura de wi-fi público, através de hotspots, para o Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. 

A primeira fase do projeto, de caráter experimental, foi lançada no sábado, 7/5, na Praça Mauá. A próxima fase de cobertura do projeto de wi-fi público inclui área de 1,4 km de extensão entre os armazéns 1 e 8, totalizando 100 mil metros quadrados até julho de 2016.

Além do acesso à internet, a infraestrutura instalada pela Cisco em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro prevê a possibilidade de implementar novos serviços inteligentes e a conexão dos efetivos operacionais que atuam na área. 

O wi-fi gratuito está disponível aos moradores e visitantes antes e depois dos Jogos Rio 2016. Durante os Jogos, a infraestrutura instalada será dedicada à integração de serviços e à gestão da área pelos órgãos que cuidam da operação da cidade.

“A tecnologia tem um papel fundamental no desenvolvimento de uma cidade e a redewi-fi contribuirá efetivamente para transformar o Porto Maravilha em um exemplo de bairro mais humano, inteligente e digitalizado. A infraestrutura instalada na região colabora com a operação urbana e abre novas oportunidades de desenvolvimento e negócios por meio da integração da rede com serviços inteligentes e com o ecossistema de inovação local”, afirma Nina Lualdi, diretora sênior de Inovação da Cisco na América Latina.

No centro do projeto estará a plataforma Cisco Mobility Services Engine (MSE) e a tecnologia Cisco Connected Mobile Experiences (CMX), ferramenta de análise baseada em localização. 

Com a Cisco CMX será possível coletar informações do fluxo e da concentração de pessoas, além de dados demográficos para planejamento estratégico da cidade. Com as informações coletadas, será possível otimizar as redes de acordo com o tráfego, fornecer conteúdo personalizado e até mesmo ajustar posição e horários de agentes públicos para atendimento à população.

O Porto Maravilha é uma iniciativa para resgatar uma área de 5 milhões de metros quadrados na região portuária do Rio. O projeto é uma operação de R$ 8 bilhões em 15 anos.

A ideia do Porto Maravilha é recuper a infraestrutura urbana, o transporte, o meio ambiente, os patrimônios histórico e cultural, além de melhorar as condições habitacionais da região, que encontrava-se em estado de grande degradação.