A MV acaba de conquistar seu primeiro cliente no Uruguai. Foto: flickr/tobiasmayr.

A MV acaba de conquistar seu primeiro cliente no Uruguai. O Círculo Católico de Obreros del Uruguay Mutualista iniciará neste mês a implantação do sistema Soul MV para a gestão hospitalar e de operadora de plano de saúde. 

Com mais de 120 anos, matriz em Montevidéu e 46 filiais distribuídas pelo país, o Círculo Católico estava utilizando há alguns anos um sistema próprio pouco abrangente e com um prontuário eletrônico precário.

A contratação da MV tem o objetivo de integrar todas as unidades da organização e alcançar o conceito de hospital digital.

A formalização dessa parceria ocorreu após o Conectatón 2016, evento promovido pelo Ministério da Saúde do Uruguai. Presente no evento com o Soul MV, a empresa brasileira apresentou a adequação de seu sistema a normas e protocolos do Uruguai.

“Com esse resultado, mostramos a capacidade do sistema e as condições de conquistar mercados similares na América Latina”, diz o diretor de Negócios Internacionais da MV, Marcos Sobral.

Diferente do brasileiro, o modelo de saúde uruguaio tem como base o mutualismo. O sistema se sustenta na arrecadação de parte da remuneração do trabalhador pelo governo e do repasse dessa arrecadação e outros subsídios para a instituição de saúde mutualista na qual o trabalhador escolheu se associar. 

Dessa forma, essas devem garantir aos seus associados o direito a consultas médicas, exames, internações e demais serviços assistenciais em unidades conveniadas (hospitais, laboratórios e ambulatórios) e também realizar eventuais atendimentos particulares, cujos valores são regulados pelo governo. 

Atualmente, há no Uruguai mais de 30 instituições de saúde mutualistas e, somente no Círculo Católico, cerca de 90 mil associados.

A MV é hoje uma das maiores empresas de software para saúde no país. Em 2014, a companhia alcançou uma receita líquida de R$ 161 milhões no ano passado, alta de 20% frente a 2013. A meta divulgada para 2015 foi de crescer novamente 20%, chegando a R$ 193 milhões.

Com mais de 1 mil clientes no Brasil, na África e na América Latina - entre hospitais, operadoras de planos de saúde e saúde pública - a MV conta com um total de 100 mil médicos e 250 mil profissionais usando as plataformas da empresa.

Em março, a MV fechou contratos com seus primeiros clientes no Peru, assinando acordos com três instituições no país. A empresa também conta com outros 3 clientes fora do Brasil, no Chile, República Dominicana e Angola.