TI foi a que mais gerou postos de emprego entre 2009 e 2012. Foto: ResenhaGeral

De cada 100 novos postos de trabalho para profissionais de nivel superior abertos entre 2009 e 2012 no Brasil, 16 foram para profissionais de TI, o que equivale a 49 mil empregos formais.

É o que indica o relatório Radar - Tecnologia, Produção e Comércio Exterior, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgado pelo ComputerWorld.

O relatório, que se baseia em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), indica que, no peri?odo analisado, foram gerados 304.317 postos de trabalho para profissionais de nível superior no Brasil.

Destes postos, pelo menos 16 em cada cem foram para analistas de TI, cargo do setor que mais cresceu em gerac?a?o li?quida de postos de trabalho no peri?odo analisado.

Já em se tratando de salário, os TIs de nível técnico tiveram variação positiva de 11% entre 2009 e 2012, enquanto os de nível superior, pesquisadores nas áreas de engenharia e tecnologia, tiveram variação positiva de 46,2%.

POR OUTRO LADO...

Para quem ensina informática, entretanto, a variação foi negativa.

De 2009 a 2012, o estudo do Ipea indica que os salários de proressores de informática – assim como os de estati?stica e de matemática – sofreram redução de -1,8%.