Baguete
InícioNotícias> CI&T tem espaço no Cubo Itaú

Tamanho da fonte:-A+A

ACELERADORA

CI&T tem espaço no Cubo Itaú

Maurício Renner
// quinta, 09/08/2018 07:40

A CI&T, companhia brasileira de desenvolvimento de software, terá um espaço dentro do Cubo, badalada aceleradora de empresas ligada ao Itaú e à Redpoint Ventures.

Cesar Gon.

Em nota, a empresa divulga que terá um “strategic design center” no local, dando às startups residentes “mentoria e acesso à transformação digital desenvolvida pela companhia”.

A CI&T aposta forte em conceitos como lean na sua cultura de desenvolvimento de software, com aplicação de ferramentas de design thinking, design sprint, analytics e marketing digital.

O espaço físico da CI&T no Cubo terá o conceito Prisma, o mesmo da sede da empresa em Campinas, com paredes de vidro e lousa, móveis modulares e fáceis de rearranjar, laboratório de usabilidade integrado e facilidade para realizar dinâmicas. 

“Assim como nas startups, o pensamento lean é a essência da CI&T, tendo sempre o foco na geração de valor para o cliente e em colocá-lo no centro das decisões do negócio”, afirma Cesar Gon, CEO da CI&T. 

A participação no Cubo é uma bola dentro para o CI&T. Com 300 startups e o capital de um banco e um grande fundo estrangeiro por detrás, a aceleradora é uma referência no país hoje.

Diferentes empresas tem feito fila para abrir seus espaços dentro do local, e, até onde a reportagem do Baguete sabe, a CI&T é a primeira no nicho de desenvolvimento de software.

A lista completa inclui a Kroton, Saint-Gobain, Rede, Mastercard, TIM, Accenture e Cisco, entre outros. Além disso, o Itaú utiliza o espaço para promover seus próprios programas de inovação.

O Cubo foi lançado há cerca de dois anos e meio tem hoje um escritório na Vila Olímpia. 

Em agosto do ano passado, o Cubo anunciou que estava trocando de sede para ampliar seu espaço em 4 vezes, chegando a 20 mil metros quadrados em um prédio que deve ficar pronto até o final do primeiro semestre.

A sede atual tem capacidade para abrigar 50 startups e 250 residentes. O local recebe 600 pessoas por dia. O novo endereço poderá abrigar 210 startups, 1.250 residentes e conseguirá receber mais de 2 mil pessoas diariamente.

Nos dois anos de Cubo, as startups receberam mais de R$ 100 milhões em investimentos e o número de empresas iniciantes interessadas passou de 850, de acordo com a Istoé. 

No último ano, a CI&T obteve receita de R$ 498 milhões, um crescimento de 25% com relação ao ano anterior. Em 2017, 43% de sua receita foi gerada a partir de contratos internacionais, principalmente nos Estados Unidos.

Maurício Renner