Baguete
InícioNotícias> Saque e Pague: acordo visa fintechs

Tamanho da fonte:-A+A

CAIXAS

Saque e Pague: acordo visa fintechs

Maurício Renner
// quinta, 09/08/2018 12:02

A Saque e Pague fechou um acordo com a Associação Brasileira de Fintechs pelo qual os 360 associados da entidade poderão usar a rede de caixas multisserviços da companhia para os seus serviços.

Caixa da Saque e Pague.

Uma das principais características dos caixas da Saque e Pague é receber pagamentos em dinheiro sem envelopes que depois podem ser disponibilizados imediatamente para saques, um posicionamento que pode ser complementar a fintechs que tem produtos 100% digitais.

O diretor de Inovação e Expansão da Saque e Pague, Nori Lermen, esteve participando nesta quarta-feira, 08, da segunda edição do Fintouch, evento nacional da ABFintechs realizado em São Paulo.

A Saque e Pague tem operado de maneira discreta, sem fazer muitos comunicados para a imprensa.

Segundo os últimos números que a reportagem do Baguete teve acesso, a empresa tinha 800 caixas no Brasil em janeiro de 2017. A meta até o final do ano passado era chegar a 1,5 mil pontos no Brasil.

As máquinas oferecem serviços gerais, como pagamentos de contas e recarga de celular e outros focados em clientes de bancos parceiros como de bancos estatais estaduais como Banrisul, Banese, Banestes, Banpará, bancos privados mais especializados como o Banco Topázio e, mais a nível de varejo, o Banco BMG. 

Também existem serviços em parceria com Maxxcard, Zuum e Good Card. 

A companhia é o novo empreendimento de tecnologia do no grupo Ernesto Corrêa, que em 2014 fechou a venda da processadora de cartões GetNet para o Santander por R$ 1 bilhão.

Além do cacife de Correa, a Saque e Pague reforçou seu posicionamento vendendo no final de agosto do ano passado 40% da empresa para a Stefanini.

A entrada da Stefanini deve fortalecer a operação com serviços como processo de compensação de cheques por imagem, BPO e telecom.

Maurício Renner