Celso Bica, vice-presidente de D&T do Grupo Heineken no Brasil. Foto: Divulgação.

O Grupo Heineken, segunda maior cervejaria do Brasil, anunciou a promoção de Celso Bica, até então diretor de TI da companhia, para o cargo de vice-presidente de Digital & Tecnologia, área recém criada pela empresa.

Bica está na companhia desde agosto de 2019 e, antes de integrar o time da cervejaria, foi head de TI da Coty, holandesa do segmento de cosméticos, para a América Latina por mais de cinco anos.

Com mais de 30 anos de carreira, atuou por 12 na Unilever, onde foi gerente em diversas áreas, como eSourcing, business process, projetos, inovação em TI e estratégia em TI — além de ter administrado um negócio próprio com foco em finanças, qualidade e tecnologia da informação.

Sob a liderança de Bica, a nova vice-presidência de D&T terá como missão acelerar a transformação digital do Grupo Heineken no Brasil, buscando as melhores formas de capturar e acelerar o valor que a tecnologia e os dados podem trazer para consumidores, clientes e colaboradores.

“Esse movimento global, também realizado aqui no país, reforça a ambição de nos tornarmos a cervejaria mais conectada do mundo. Sou grato pela oportunidade de liderar essa transformação e esse time no Brasil”, afirma Celso Bica, vice-presidente de D&T do Grupo Heineken no Brasil.

O Grupo Heineken chegou ao Brasil em 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A, tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas.

Com mais de 13 mil funcionários em 15 unidades produtivas no país, o portfólio de cervejas do grupo é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban.

O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs.