REALIDADE

Home office: full time, sem equipamento ou ajuda

09/09/2021 12:58

Pesquisa aponta qual é a situação dos funcionários em home office no Brasil.

Home office: na prática, a teoria é outra. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Os funcionários em home office no Brasil estão trabalhando na grande maioria dos casos em tempo integral, sem o equipamento necessário ou ajuda para pagar os custos adicionais.

Pelo menos, é o que aponta uma pesquisa do site de empregos Indeed com 847 profissionais de diferentes áreas em julho de 2021. 

Desse total, 35% receberam da empresa o equipamento necessário para fazer seu trabalho adequadamente, um número similar aos 33% que disseram que os períodos de desconexão só têm sido respeitados por gestores e colegas 

Apenas 11% disseram que o empregador paga o custo proporcional da eletricidade e 18% recebem o custo dos serviços de telecomunicações, como internet e telefone. 

Quando perguntados sobre as principais vantagens do home office, 60% citaram a economia em transporte, alimentação fora de casa e outros gastos ligados ao deslocamento. 

As outras vantagens mais citadas são um maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional (55%), não precisar pegar transporte público ou congestionamentos (54%) e ter mais tempo para tarefas domésticas e familiares (47%). 

Uma parcela pequena, de 8%, apontou ainda o fato de não precisar socializar com colegas de trabalho, o que é uma resposta sincera, ainda que antissocial. Cada participante podia escolher até três alternativas.  

Dos profissionais ouvidos pela pesquisa, 65% trabalhavam de forma totalmente presencial antes da pandemia, 15% trabalhavam remotamente apenas em situações atípicas, 11% trabalhavam de forma totalmente remota e 9% tinham flexibilidade para escolher. 

Com a Covid-19, esse panorama se alterou significativamente. Apenas 32% estavam trabalhando de forma totalmente presencial, mesma porcentagem daqueles que disseram estar num trabalho totalmente remoto. O trabalho híbrido faz parte da rotina de 18%; outros 18% estavam indo ao escritório apenas em ocasiões especiais.

Veja também

PRODUTIVIDADE
BB aprende a lidar com excesso de informação

Empresa de treinamentos foca em ajudar empresas a trabalhar melhor com softwares.

MALABARISTAS
Funcionários em casa têm dois empregos

Tem gente trabalhando em duas empresas ao mesmo tempo nos Estados Unidos.

FUTURO
TI segurou o rojão na pandemia. E agora?

Transição para o home office foi um sucesso, mas o cenário futuro é desafiador.

DE VOLTA
Acaba a greve home office da Procergs

Com duração de 50 dias, foi a greve mais longa da história da estatal gaúcha.

FIRMA
Bolsonaro critica home office na Petrobras

Presidente descobriu que a estatal de petróleo está trabalhando de casa e não ficou feliz.

TRABALHO
Monday.com abre no Brasil

Com base de 3,6 mil clientes brasileiros, startup israelense agora tem cara local.