Estado está em situação de emergência desde a última terça-feira, 3. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.

As operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo anunciaram a abertura  de suas redes umas às outras, liberando o roaming no Amapá, que se encontra em situação de emergência pela falta de energia elétrica após pane na sua única subestação local.

Na prática, isso significa que um cliente da Vivo, por exemplo, que estiver em uma área onde há apenas uma antena da Claro poderá navegar ou realizar ligações sem custo adicional.

Segundo o site Tele Síntese, o acordo entre as empresas deve durar até que a normalidade seja restabelecida.

Desde a noite de terça-feira, 3, o Amapá enfrenta um apagão que deixou quase todos os municípios sem fornecimento de energia elétrica por conta de um incêndio que destruiu sua única subestação de energia elétrica.

Sem a subestação, o estado fica desconectado do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica, e incapaz de distribuir eletricidade a 90% da população  — o equivalente a 765 mil pessoas.

A falta de energia tem afetado diversos serviços, como postos de gasolina, caixas eletrônicos, máquinas de cartão e água encanada, além das redes de telefonia fixa, móvel e de internet, que atuam de forma limitada.

Na sexta-feira, 6, a Anatel e o Ministério das Comunicações tomaram medidas a fim de mitigar os problemas decorrentes da falta de energia, como o envio de combustível para abastecer os geradores próprios das teles.

Ainda de acordo com a publicação, a agência reservou combustível para os geradores que mantêm antenas funcionando nas estações principais e localizadas próximas a hospitais, delegacias e penitenciárias. 

Também é negociada priorização das principais estações por parte da Companhia Elétrica do Amapá conforme o fornecimento de energia for regularizado, o que pode acontecer somente no próximo final de semana.

Nesta segunda-feira, 9, o apagão chegou ao sétimo dia. Parte do fornecimento de energia foi retomado no sábado, 7, em 13 dos 16 municípios do estado. Desde então, o governo estabeleceu um rodízio de fornecimento com duração de seis horas em cada região.