Traficantes estão à frente nas entregas. Foto: flickr.com/photos/mk-creatures.

Parece que o tráfico no Brasil saiu à frente da Amazon e já atende seus consumidores com drones.

Um mini-helicóptero despejou uma carga de 250 gramas de cocaína no pátio do Centro de Detenção Provisória 1 (CDP) de São José dos Campos, cidade há 91 km da capital paulista. 

A entrega foi feita na sexta-feira, 7, por volta das 10h20min, quando presos correram para o pátio para pegar o pacote. 

Agentes penitenciários visualizaram o drone, apreenderam a mercadoria e a enviaram para perícia no Instituto de Criminalística. 

A corregedoria dos presídios e a Polícia Civil investigam para descobrir quem teria feito a encomenda e quem controlou o equipamento à distância.

Pombos também já foram usados para entregar celulares a detentos. 

Em dezembro, a Amazon iniciou testes para realizar entregas com mini-helicópteros, por meio do projeto Prime Air. No entanto, para os clientes, a tecnologia estará disponível daqui a quatro ou cinco anos.