Baguete
InícioNotícias> Wayra Brasil seleciona 5 startups

Tamanho da fonte:-A+A

ACELERAÇÃO

Wayra Brasil seleciona 5 startups

Júlia Merker
// quinta, 10/03/2016 09:50

A Wayra Brasil, iniciativa da Telefonica Open Futre, anunciou a entrada de cinco startups em seu programa de aceleração para 2016. O programa selecionou as empresas NetSupport, IndWise, Gupy, Agra e Conube.

A Wayra anunciou a entrada de cinco startups em seu programa de aceleração. Foto:Rawpixel/Shutterstock.

As novas escolhidas se integram a outras oito startups já em fase de aceleração desde 2015: QueroQuitar; Agrid, Netshow.me, AgVali, Genwords, ThirdLevel, Carenet e FutureDocs.

Uma das novas empresas é a a NetSupport, um serviço de assistência técnica online de TI para empresas de pequeno e médio porte. A startup oferece serviços de suporte a computadores, dispositivos móveis, servidores, banco de dados, rede e segurança. 

Para atender seus clientes, a empresa conta com uma comunidade colaborativa de técnicos chamada Doutores da Tecnologia.

Frederico Queiroz, CEO e co-fundador da empresa, foi gerente de TI da Algar Tech entre 2009 e 2014. Antes, passou por outras funções na empresa de TI do Grupo Algar, onde ingressou em 2000 como analista de help desk.

Já a Gupy é voltada para o recrutamento e seleção online de pessoas, com base em people analytics e um algoritmo de recomendação, cujo objetivo é identificar compatibilidades entre empresas e candidatos.

A CEO e co-fundadora da companhia é Mariana Ramos Dias, que atuou na Ambev entre 2011 e 2015, após ingressar como trainee. O CTO da companhia é Robson Ventura Rodrigues, que trabalhou no Hotel Urbano por quase dois anos, atuando como arquiteto de software e arquiteto de big data.

A Agra tem foco no setor agropecuário e utiliza a tecnologia para informar o agricultor de médio e grande porte sobre os melhores dias para iniciar suas atividades. A empresa utiliza doze variáveis, como temperatura, umidade do solo e do ar, balanço hídrico, entre outros.

O CEO da companhia é Maikon Schiessl. Graduado em engenharia ambiental, ele mestrando e pesquisador em planejamento estratégico e gestão ambiental no Instituto de Pesquisa Energética e Nuclear na USP. Já o CTO é Luciano Issoe, especialista em infraestrutura cloud da IBM Watson Health.

A IndWise é uma solução de monitoramento industrial que gera relatórios sobre o funcionamento de linhas de produção, apontando as principais falhas e oportunidades de melhoria nos processos de fabricação.

A empresa tem três fundadores: Otavio Cardoso Borges, Gustavo B. Garcia e João Marinheiro. Entre 2014 e 2015, Borges e Garcia foram especialistas técnicos na GroundProbe. Já Marinheiro atuou na Intel por quatro anos.

A Conube é focada em serviços de abertura de empresas e de contabilidade online. A empresa é voltada para prestadores de serviços e focada no atendimento a profissionais liberais de dezenas de atividades. A plataforma da startup pode emitir notas fiscais eletrônicas, cadastrar tomadores de serviço, controlar a timeline de atividades e calendário para pagamento de impostos.

Os sócios da Conube são Anderson Feitosa, Tais Pinheiro e Gabriel Alejandro da Silva Marquez. Feitosa é mestre em controladoria e contabilidade pela FEA/USP. Taís atuou na área de auditoria da PwC por seis anos, enquanto Marquez é desenvolvedor de software com passagens por Atento, Dealer IT e Direct B2.

Com esse novo grupo de empresas, a Wayra acumula um total de 54 startups em seu programa de aceleração desde o início de suas atividades no país, em 2012. Até 2015, a iniciativa investiu R$ 5,8 milhões em empresas digitais.

Júlia Merker