Antônio Cesa Longo. Foto: Divulgação.

O setor supermercadista gaúcho registrou um crescimento real de 6,6% em 2012 na comparação com o ano anterior, mantendo-se acima da média da economia do estado, segundo o Ranking Agas 2012, realizado entre janeiro e março e apresentado nesta quarta-feira, 10.

Em valores nominais, o crescimento do setor foi de 12,44% em relação a 2011, somando faturamento bruto total de R$ 15,9 bilhões em 2012 entre os 321 supermercadistas pesquisados em 137 municípios.

Com sete faturamento, este grupo correspondeu a 82,11% do faturamento total do segmento supermercadista gaúcho.

Ao todo, portanto, o setor atinge no estado um faturamento de R$ 19,3 bilhões, representando 6,54% do PIB do Rio Grande do Sul, que foi de R$ 296,3 bilhões no ano passado, segundo a Fundação de Economia e Estatística (FEE).

"Os supermercados gaúchos agora já respondem por 7,7% do faturamento do setor no país", destaca o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo.

No total, as 321 empresas participantes do ranking empregam diretamente 62,6 mil funcionários, distribuídos em 889 lojas.

Ao contrário de 2011, a mão de obra masculina superou a feminina: os homens são 51,08%, contra 49,81% de mulheres no setor.

O ranking também mostrou uma redução na concentração de mercado no setor: juntas, as dez maiores empresas faturaram R$ 9,77 bilhões, representando 50,39% do total do setor.

Em 2011, as dez maiores companhias atuantes no estado tinham 56,80% do faturamento do setor.
 
A participação destes dez maiores grupos no mercado de trabalho, no entanto, é bem menor: com 41,0 mil funcionários, as dez maiores do setor concentram 46,12% da mão de obra empregada.
 
A Agas também mostra que em 2013 serão investidos pelo menos R$ 54,7 milhões em reformas de supermercados.

Entre os 12,14% dos supermercados que pretendem abrir novas lojas, deverão ser investidos pelo menos R$ 49,7 milhões em inaugurações.

"Isso significa que pelo menos R$ 104,3 milhões serão investidos em reformas ou aberturas", lembra o presidente da Agas.
 
Os 18 supermercados melhor colocados no ranking, listados abaixo, serão premiados pela Agas em uma cerimônia na quarta-feira, 17, em Porto Alegre.
 
Confira a lista:
Faturamento anual acima de R$ 240 milhões:
1º lugar: Asun - Gravataí (+34,2%)
2º lugar: Unidasul - Esteio (+19,8%)
3º lugar: Supermercado Guanabara - Rio Grande (+17,1%)
 
Faturamento anual de R$ 120 milhões até R$ 240 milhões:
1º lugar: Redecop - Ijuí (+26,3%)
2º lugar: Supermercado Baklizi - Uruguaiana (+23,1%)
3º lugar: Cotripal - Panambi (+17,2%)
 
Faturamento anual de R$ 60 milhões até R$ 120 milhões:
1º lugar: Osmar Nicolini - Bagé (+30,6%)
2º lugar: Cooperativa Tritícola Santa Rosa - Santa Rosa (+30,5%)
3º lugar: Benedetti & Benedetti - Crissiumal (+22,1%)
 
Faturamento anual de R$ 12 milhões até R$ 60 milhões:
1º lugar: Lenz & Cia - Venâncio Aires (+44,0%)
2º lugar: Roxo Atacado e Varejo - Camaquã (+41,8%)
3º lugar: Super Kan - Porto Alegre (+32,9%)
 
Faturamento anual de R$ 6 milhões até R$ 12 milhões:
1º lugar: Comercial de Alimentos Lajeadense - Sapucaia do Sul (+85,71%)
2º lugar: Supermercado Genial`s - Porto Alegre (+84,0%)
3º lugar: Cervel Alimentos - Gravataí (+78,7%)
 
Faturamento anual até R$ 6 milhões:
1º lugar: Zanuso Supermercado - Santo Ângelo (+54,0%)
2º lugar: Kramer & Cia - Santo Cristo (+50,5%)
3º lugar: Corrêa Supermercado - Gravataí (+40,6%)