Eduardo Borba. Foto: divulgação.

A Sonda IT, integradora de TI com atuação na América Latina, anunciou nesta sexta-feira, 10, a nomeação de Eduardo Borba como o novo presidente da companhia no Brasil.

O executivo passa a assumir a operação geral da Sonda IT no país e segue interinamente na liderança da divisão de Aplicativos da empresa, área que comanda desde 2011 quando assumiu a vice-presidência.

Na integradora desde 2008, Borba também possui passagens por outras multinacionais, tal como a SAP, na qual foi um dos responsáveis pela implementação do SAP Latin America, centro de desenvolvimento em São Leopoldo.

Na Sonda IT, o executivo se especializou no tema fiscal e teve passagem como diretor de R&D de Aplicativos.

“A experiência que angariei em minha carreira, somado ao potencial que a Sonda IT domina com a todas as aquisições realizadas, me dará condições de trazer um crescimento ainda mais sólido à companhia, estabilizando os negócios a partir da união das forças das divisões que temos hoje, o que significa, como meta, fazer da Sonda IT uma companhia mais forte para competir no mercado brasileiro”, afirma Borba.

Na presidência da Sonda It desde 2011, Carlos Henrique Testolini agora assume a cadeira no Conselho de Administração da Sonda Brasil, que soma a Sonda IT, a CTIS e a Pars. 

Com 18 anos de atuação na companhia, sendo 12 à frente da operação, o executivo afirmou que agora passa a se dedicar na transformação de uma estrutura mais integrada e robusta.

Até 2015, a companhia tem um planejamento de investir um total de R$ 700 milhões. Ainda na gestão Testolini, a empresa tomou decisões como a de se desfazer de sua divisão de vendas para Business One, solução SAP destinada a pequenos negócios. 

A companhia transferiu o atendimento dos seus clientes B1 para a paulista G2 Tecnologia, que assumiu tanto as contas on premise como cloud, que seguirão hospedados no data center da Sonda.

"Depois de mais de 10 anos no comando, entrego a posição ao Eduardo Borba tendo atingido mais de 100% da meta do primeiro trimestre de 2015, contando com um corpo diretivo sólido e experiente. No conselho poderei me dedicar ao desenvolvimento  dos novos negócios da companhia de maneira integrada, bem como apoiar as atividades de M&A planejadas em nosso roadmap de crescimento", comenta Testolini.

Segundo os últimos dados de resultados divulgados pela companhia, a Sonda teve em 2013 um faturamento de US$ 1,2 bilhão. Um dos avanços foi o fechamento de R$ 250 milhões em novos contratos no Brasil durante os últimos doze meses.