Baguete
InícioNotícias> Capgemini muda para o Tecnopuc

Tamanho da fonte:-A+A

INOVAÇÃO

Capgemini muda para o Tecnopuc

Júlia Merker
// quinta, 10/05/2018 02:36

A Capgemini mudou em fevereiro sua unidade de Porto Alegre para o Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS.

Tecnopuc recebe mais uma empresa. Foto: Gilson Olivera/Divulgação PUCRS.

O objetivo da mudança é aproximar a empresa do ecossistema de inovação que reúne a área acadêmica e o mercado.

A multinacional conta com um escritório em Porto Alegre há cinco anos e soma 200 colaboradores no Rio Grande do Sul, entre profissionais que atuam diretamente na unidade da companhia e outros alocados em clientes.

No estado, são de conhecimento público pelo menos dois clientes de grande porte da companhia, dona de uma receita global de € 12,7 bilhões em 2017.

O primeiro deles é com o Hospital de Clínicas, um hospital controlado pelo governo federal para o qual a empresa vem desenvolvendo desde 2014 diferentes módulos de um sistema de gestão hospitalar. 

Mais recentemente, a empresa anunciou a reestruturação do modelo de gestão dos processos de service desk, field services e autoatendimento da Renner, maior varejista de moda do Brasil.

Na sede do Tecnopuc, já foram iniciados projetos de co-criação que unem funcionários da Capgemini, estudantes e pesquisadores da PUC-RS para solução de desafios de mercado.

Outra novidade na operação local da empresa foi a contratação de Adriano Pitt, ex-líder de TI do Zaffari, como diretor da filial de Porto Alegre. 

Pitt esteve por cerca de um ano na rede supermercadista gaúcha. Antes, passou dois anos no Sicredi, onde foi coordenador e gerente de TI.

O executivo esteve no I Seminário Executivo de 2018 da Sucesu-RS, realizado pela entidade na semana passada em Viamão, na região metropolitana da capital gaúcha.

No Brasil, a Capgemini emprega 8,5 mil pessoas e atende mais de 200 clientes. 

A empresa não costuma falar de sua presença regional no país, mas uma pesquisa no site revela a existência de escritórios também em Alphaville, Brasília, Campinas, Curitiba, Belo Horizonte, Blumenau, Rio de Janeiro e Salvador.

Em 2016, a empresa anunciou que iria investir R$ 13 milhões ao longo dos próximos cinco anos em um data center em Campinas, no interior de São Paulo, o terceiro no Brasil.

* Júlia Merker cobriu o I Seminário Executivo de 2018 da Sucesu-RS, em Viamão, a convite da entidade.

Júlia Merker