O pagamento é possível através da solução NFC. Foto: flickr.com/photos/nnova.

O Banco do Brasil, a Oi e a Visa lançaram um aplicativo que possibilita pagamento por aproximação (contactless) com smartphones.

A tecnologia permite aos usuários tirarem o smartphone do bolso, selecionarem o aplicativo Ourocard Visa e aproximar o aparelho a um terminal de pagamento para concluir uma compra. 

A transação por aproximação já é aceita em mais de 1,4 milhão de estabelecimentos comerciais do país. 

O pagamento é possível através da solução Near Field Communication (NFC), tecnologia que permite que smartphones enviem informações da transação de forma segura para um terminal eletrônico. 

A parceira tecnológica para essa solução é a Oberthur, que fornece os SIMcards especiais habilitados para NFC.

 “As soluções de contactless vem ao encontro da nossa intenção de oferecer uma forma de pagamento simples, segura e rápida aos nossos clientes, principalmente em compras de pequenos valores, o chamado small ticket, visto que ainda hoje no Brasil há muita utilização de papel moeda”, afirma Raul Moreira, diretor de cartões do Banco do Brasil.

O aplicativo será usado por um número limitado de portadores de cartão antes de estar disponível para todos os clientes do banco.

Em entrevista ao MobileTime, o vice-presidente sênior de produtos da Visa no Brasil, Percival Jatobá explicou que ainda falta treinar os comerciantes nos pontos de venda, mas isso virá com o tempo.

Jatobá prefere não abrir detalhes sobre o modelo de negócios firmado entre as três partes, mas explica: 

"Conseguimos viabilizar esse projeto porque aplicamos uma regra básica: cada um dos parceiros está atuando estritamente na sua área de expertise. O banco não quer ser operadora e a operadora não quer ser banco. Cada um fica na sua área".

O vice-presidente da Visa informa que há conversas em andamento com outras operadoras. 

Ele acredita que haverá um rápido avanço na adoção de pagamentos móveis por NFC no Brasil ao longo dos próximos 12 meses, e destaca o fato de o País ter a maior base de terminais de POS habilitados para a tecnologia. 

Jatobá garante que o parque brasileiro é maior do que que o europeu e o norte-americano juntos.