Loja da Leroy Merlin.

A Softtek ampliou seu contrato com Leroy Merlin e passou a ser responsável pelos serviços de suporte e manutenção (AMS, na sigla em inglês) de todas as 50 aplicações críticas da companhia.

No último ano e meio, a multinacional mexicana já cumpria esse papel em relação aos sistemas de gestão da SAP. A área de tecnologia da Leroy Merlin recebe cerca de 8 mil solicitações mensais.

Entre as aplicações vitais sustentadas pela parceira de TI estão processos que envolvem as áreas de compras, inventários de estoque, gerenciamento e controle de centros de distribuição, folhas de pagamento, área fiscal e geração de relatórios gerenciais. 

“A mudança de visão em relação aos processos é nítida: hoje conseguimos ter um olhar analítico de 360º do nosso negócio e deixamos de ter uma visão isolada da área de operações”, explica Zoltan Geocze, diretor de Serviços da Leroy Merlin.

Em nota, a Softtek não menciona quem era o dono do contrato antes.

O Baguete Diário divulgou em 2009 que a Leroy Merlin havia fechado um contrato do gênero com a Sonda, válido até 2013.

Atualmente, a rede de origem francesa possui 31 lojas distribuídas em pelo Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal.

O faturamento da Leroy mais do que dobrou desde 2009 — e chegou a R$ 4 bilhões de reais em 2013, com 31 lojas.