A TIM e a Intel vão trabalhar em conjunto na virtualização de redes da operadora. Foto: Divulgação.

A TIM e a Intel acabam de assinar um acordo de cooperação tecnológica e estratégica para trabalharem em conjunto na virtualização de redes da operadora. O memorando de entendimento, com duração de dois anos, expande a colaboração entre as empresas em áreas de engenharia de rede, marketing, inovação e estratégia. 

Os projetos serão trabalhados em conjunto, buscando as melhores práticas da virtualização. A primeira iniciativa a ser trabalhada pelas duas empresas tem como escopo o aprimoramento da utilização de virtualização para atender serviços de rede de telecomunicações.

Nesse projeto, a Intel terá o papel de consultora, orientando a TIM na adoção das melhores práticas na implementação de projetos de virtualização de funções de rede (NFV, na sigla em inglês) e de redes definidas por software (SDN, na sigla em inglês).

Nas iniciativas SDN, é possível programar, automatizar e controlar o comportamento da infraestrutura por meio de software e não por equipamentos de gerenciamento que demandam grande operação. 

Assim, a empresa espera otimizar o uso dos recursos de rede, aumentar a agilidade e a flexibilidade, permitindo inovação e dinamismo, enquanto reduz os custos operacionais e de capital. 

“A virtualização de redes é uma tendência clara e irreversível e representa uma transformação que impulsionará a evolução dos serviços tradicionais para os digitais, promovendo o desenvolvimento de uma sociedade e economia digitais. A TIM é pioneira nesse percurso evolutivo, tendo já plataformas e soluções virtualizadas em operação comercial”, conta Marco Di Costanzo, Diretor de Engenharia da TIM Brasil.  

A TIM é a segunda maior operadora do Brasil e a líder do segmento pré-pago. A companhia anunciou investimentos de R$ 14 bilhões para a operação brasileira no triênio que vai até 2018.