No mercado financeiro, latência é tudo.

A CellBroker, empresa de desenvolvimento de ferramentas com foco na área financeira, escolheu a Alog para gospedar sua infraestrutura de TI.

O fator determinante parece ter sido a proximidade do data center da Alog da Bovespa, que fica a menos de 200 metros de distância. 

“Como no mercado financeiro micro segundos são determinantes para o fechamento de negócios, uma solução com alta disponibilidade e baixa latência é fundamental”, explica Paulo Roberto Baratta, diretor da CellBroker. 

A principal solução da CellBroker é o Tryd, um sistema que transmite, em tempo real, notícias, análises, cotações, ferramentas e gráficos integrados em um único ambiente. 

O data center da Alog no centro de São Paulo é o menor da empresa e serve basicamente aplicações de nicho como a CellBroker. A maior operação fica em Tamboré, na região metropolitana da capital paulista.

No total, a Alog tem cerca de 550 colaboradores e atende mais de 1,5 mil clientes corporativos em seus quatro data centers.

Em fevereiro de 2011, a Alog vendeu 90% de seu capital para a empresa norte-americana Equinix, Inc, fornecedora global de serviços de data centers, passando a absorver a demanda dos clientes nacionais da multinacional.