Baguete
InícioNotícias> Transformação digital: onde fica o ERP?

Tamanho da fonte:-A+A

patrocinado por
TOTVS
TENDÊNCIAS

Transformação digital: onde fica o ERP?

Maurício Renner
// terça, 10/07/2018 13:40

A Totvs quer colocar os sistemas de gestão no centro do processo de transformação digital dos seus clientes, usando os ERPs como uma pedra fundamental a partir do qual as organizações possam colher benefícios como relacionamento digital com seus públicos e insights e previsões relacionados aos negócios.

Gustavo Bastos, vice-presidente de Segmentos da Totvs.

ERP não é a primeira tecnologia que vem a mente quando se pensa em transformação digital (Big Data, Internet das Coisas, computação em nuvem e software analítico tem mais visibilidade), mas isso é devido a uma percepção equivocada do que são os projetos nessa área, garante Gustavo Bastos, vice-presidente de Segmentos da Totvs.

“A visão de muitos sobre projetos ligados a ERP é o das primeiras grandes implantações ou de migrações de versões, que envolviam muito esforço. A verdade é que a evolução da tecnologia hoje é muito mais suave e incremental”, resume Bastos.

Segundo Bastos, o tipo de informação estruturada e fidedigna que pode ser extraída de um sistema de gestão é a porta pela qual as empresas podem entrar no universo da transformação digital através de projetos práticos que solucionem reais necessidades de negócio.

Visando entregar isso, a Totvs tem no centro da sua abordagem a Carol, uma plataforma de dados e inteligência artificial.

Para organizações de menor porte, a oferta Carol comporta aplicativos que extraem e interpretam os dados do ERP, visando responder por meio de inteligência artificial perguntas específicas focadas nas diferentes verticais atendidas pela empresa.

Assim, dados de presença em sala de aulas e matrículas podem ajudar a antecipar se um aluno está prestes a abandonar uma instituição de ensino, ou se existe a oportunidade de vender mais para um determinado cliente, com base nas informações fiscais acumuladas.

“Não  estamos falando de mágica. A nossa ideia é colocar em uso rapidamente informações cuja veracidade é comprovada”, resume Bastos, destacando que o fato da Totvs ter uma linha de soluções segmentada por verticais torna essa abordagem especialmente poderosa.

Para as empresas que quiserem se aprofundar no mundo da ciência de dados é possível usar a Carol para desenvolver internamente pesquisas mais customizadas por profissionais das áreas de negócios, TI ou de um novo perfil de profissionais que está surgindo dentro das organizações.

“Acreditamos que na próxima década o assunto de ciência de dados vai se popularizar muito. A tecnologia da Totvs já está pronta para esse novo mundo”, resume Bastos.

Maurício Renner