Pirata de Lego está cansado de sites mobile ruins. Foto: flickr.com/photos/redisdead/

O Google Brasil vai lançar até o final de setembro um serviço que fará a conversão gratuita de sites para uma versão mobile.

A revelação foi feita por Peter Fernandes, diretor de mobilidade e mídias sociais do Google para a América Latina, durante palestra no SAP Mobile Experience em São Paulo nesta quinta-feira, 09.

Fernandes não deu detalhes sobre o como o serviço funcionará, se haverá introdução de anúncios ou algum tipo de versão paga da novidade para público corporativo, a exemplo do que o corre em outras linhas de negócio da multinacional.

Com 27 milhões de usuários smartphones no país – 31% já fizeram pesquisas de preços em seus aparelhos, por exemplo – é claro o interesse do Google em potencializar o uso de Internet móvel, e por tabela, a visibilidade dos seus links patrocinados.

Essa não é a primeira iniciativa do Google no sentido de promover o uso de mobilidade.

Em junho, a empresa divulgou uma lista de agências especializadas em mobilidade com um “selo de aprovação” da companhia, incluindo Queen Mob (RS) Gringo (SP), Mobext (Global), Gotcha (SP) e .Mobi (SP), que faz parte da holding digital do Grupo RBS.

A multinacional Mobext, que também atua no Brasil, completa a lista.

A intenção do Google com as recomendações era promover o projeto HowToGoMo, um conjunto de ações para orientar marcas e empresas sobre estratégias de comunicação e marketing em plataformas móveis.

A iniciativa inclui também o GoMoMeter, uma ferramenta online que pontua de 0 a 5 o nível de qualidade de um site móvel.

Se os leitores me permitem um jabá, informo que a versão móvel do Baguete Diário, feita pela Queen Mob, pontuou 5.

* Maurício F. Renner cobriu o SAP Mobile Experience em São Paulo a convite da SAP.