Entidade é pioneira no Brasil. Foto: José Paulo Lacerda/FIESC.

A FIESC, em parceria com a Pollux Automation e a Embraco, está lançando nesta quarta-feira, 10, a Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII).

O evento será às 19h30, na ACIJ, em Joinville. São esperados 200 representantes dos setores público e privado, academia e outras entidades. 

Entre os principais objetivos da ABII estão a divulgação e o fortalecimento da internet industrial no Brasil, a criação de um fórum permanente de discussões sobre o tema, o intercâmbio tecnológico e de negócios com parceiros internacionais.

Os fundadores da ABII evitaram dar muito destaque para o termo, mas um dos principais debates na nova entidade deve ser a promoção do uso de tecnologias de Internet das Coisas.

A criação da Associação Brasileira de Internet Industrial é inspirada no consórcio internacional (Consórcio de Internet Industrial - IIC) criado em 2014 nos Estados Unidos, com o mesmo fim, pela AT&T, IBM, GE e Intel.

A Pollux Automation, sediada em Joinville, é uma das duas empresas brasileiras presentes. O consórcio já conta com cerca de 250 associados de mais de 30 países. Até onde a reportagem do Baguete tem notícia, a iniciativa catarinense é pioneira no país.

“Aderir aos conceitos da internet industrial não é uma opção, mas um requisito da competitividade da indústria brasileira”, afirma Glauco José Côrte, presidente da FIESC.

Um dos objetivos da nova entidade é transformar Joinville em capital brasileira da internet industrial. 

“Joinville já teve sua economia pautada na indústria tradicional e viveu o florescimento e  expansão da tecnologia da informação. A cidade agora tem a oportunidade de ser protagonista no mundo da internet industrial”, afirma José Rizzo Hahn Filho, presidente da Pollux Automation.

A Embraco, líder mundial em tecnologia para refrigeração, já vem discutindo o tema dentro da companhia nos últimos quatro anos.

“O tema muda a forma como nos relacionamos com as pessoas, com os dados e com nossos clientes.  Entendemos a ABII como uma oportunidade de discutir e compartilhar os desafios, aprendizados e iniciativas para inspirar o uso da tecnologia embarcada em produtos”, afirma Luciano Borges Lopes, gerente global sênior de TI na Embraco.

As primeiras reuniões da ABII serão realizadas na Softville até a realocação para a sede definitiva. A diretoria terá um mandato de dois anos, permitida a reeleição, e composta por até sete diretores. Entre eles serão eleitos o presidente, vice-presidente, secretário, tesoureiro e três diretores. 

A primeira diretoria que será empossada no dia 10 de agosto terá como presidente José Rizzo Hahn Filho, presidente da Pollux Automation, vice-presidente, André Marcon Zanatta, diretor do Instituto SENAI de Inovação em Sistemas de Manufatura, e diretor, Luciano Borges Lopes, gerente global sênior de TI na Embraco. 

O secretário será Marcus Silva, da SST Advogados e o tesoureiro Luiz Jung, da Moore Stephens. Os demais membros da diretoria serão definidos até o final do ano.

A admissão de associados se dará por meio de proposta de filiação do interessado e estará sujeita à avaliação e decisão da diretoria da ABII. O custo para integrar a entidade varia de acordo com a modalidade do associado: Fundador, Mantenedor, Honorário e Contribuinte.

Para se associar, a empresa ou entidade deverá preencher um formulário de proposta de adesão que será disponibilizado na internet. Para mais informações os interessados podem ligar para 0800 606 0800.