Infosys. Foto: Infosys.

Humberto Andrade, executivo brasileiro que era diretor da operação latino americana da Infosys BPO, deixou a multinacional indiana para assumir como vice presidente de BPO de produtos, varejo e distribuição nas Americas da concorrente Capgemini.

O profissional estava na Infosys desde setembro de 2005, e, de acordo com o site especializado em outsourcing Near Shore Americas, foi um dos principais responsáveis pela abertura de uma operação da empresa na Costa Rica em 2012.

“Foi uma mudança significativa para uma empresa que tendia a ser mais conservadora que suas concorrentes indianas na América Latina”, afirma o Near Shore.

No Brasil, a Infosys está presente desde 2009, com um centro de desenvolvimento em Belo Horizonte.

Por aqui, no entanto, as multis indianas não conseguiram impor o ritmo de crescimento que tiveram em outros mercados, como o americano, no qual a proposta de prestar serviços com custos mais baratos a partir da Índia emplacou com mais força.

A TCS, uma das primeiras a desembarcar, ainda em 2003, faturou no Brasil 20% dos US$ 410 milhões obtidos na América Latina no ano fiscal 2013, encerrado em março.

O valor, na faixa dos US$ 92,8 milhões, é expressivo no contexto brasileiro, mas abaixo da participação típica do Brasil nos negócios de empresas na região, que costuma ficar na faixa dos 50%.

Até 2016, revela o Valor, o objetivo é elevar a receita na região para US$ 1 bilhão, com a participação do Brasil sendo elevada para 30% do total (ou US$ 300 milhões).