Bee Jobs tem uma ferramenta da LMS.

Nos últimos 3 anos, o mercado de recursos humanos mudou muito no Brasil e no mundo. Uma das principais mudanças é a de treinamento corporativo, essa tão importante jornada de aprendizado do colaborador, que tornou-se ainda mais dinâmica e vem passando por uma grande transformação digital. De acordo acordo com a pesquisa “Panorama do Treinamento no Brasil”, os não líderes são os mais beneficiados, representando 60% dos treinamentos, sendo que 44% desses treinamentos são relacionados a conteúdos técnicos.  

À medida que a demanda por novas habilidades aumenta, elas investem pesadamente em novas ferramentas de aprendizado. No entanto, no meio de tantas novidades e tecnologias, ainda é normal as empresas encontrarem dificuldade na hora de treinar seus funcionários, pois não conseguem reter a atenção deles.

A verdade é que o processo de aprendizagem de adultos e crianças é diferente. Não adianta colocar adultos sentados em uma sala e oferecer uma aula expositiva a eles, pois isso muito provavelmente não dará certo.

Por essa razão, algumas metodologias de aprendizagem estão ganhando cada vez mais espaço e ajudando a revolucionar a maneira como as empresas capacitam seus funcionários. Conheça algumas dessas principais metodologias:

Blended Learning: também conhecido como aprendizado misto, trabalha tanto com aulas presenciais quanto com aulas online, utilizando o melhor de ambas as abordagens.

Sala de aula invertida: coloca o aluno como centro do aprendizado e o instrutor passa a ser apenas um facilitador entre o aluno e o novo conhecimento. Nesse tipo de abordagem, o professor não dá aulas expositivas, apenas tira dúvidas e provoca novos questionamentos.

Trilha de aprendizagem: um seleção de cursos interligados, formando uma verdadeira trilha que o aluno deve seguir para adquirir o conhecimento. A trilha de aprendizagem pode ser totalmente estipulada pela empresa ou permitir que o colaborador escolha qual caminho deseja criar.

Gamification: utiliza as ferramentas dos games para motivar e engajar funcionários a realizarem treinamentos. O gamification transforma o processo de aprendizagem em algo lúdico, o que faz com que os envolvidos se divirtam ganhando pontos, conquistando medalhas e aprendendo.

Definir a melhor abordagem pode ser um desafio, pois isso depende da realidade de cada empresa.

Cláudio Vinícius, CEO da Bee Jobs, Startup de HR Tech, lançou no último dia 31/08 a Bee LMS, uma plataforma de aprendizagem.

“Um dos principais desafios das empresas é alinhar o que os colaboradores esperam da empresa e o que a empresa espera deles. Com base nessas informações buscamos construir uma cultura de aprendizagem contínua e aplicamos tecnologia nesse processo de aprendizado, gerando economia em relação ao modelo de treinamento convencionais e uma melhora contínua no aprendizado desse colaborador”, afirma.