Google lançando aplicação para facilitar buscas internas nas empresas. Foto: flickr.com/photos/hartlepool_museum

O Google lançou nesta terça-feira, 09, a versão 7.0 de seu Google Search Appliance, visando ampliar sua participação no mercado de buscas corporativas em grandes empresas.

A aplicação, que tem o objetivo de aumentar a produtividade dos funcionários em suas buscas internas por dados, estará disponível no mercado a partir da próxima terça-feira, 16, para compra ou para download.

O Search Appliance é um hardware carregado com os softwares de busca da Google que pode ser instalado por clientes corporativos diretamente em suas empresas.

O sistema utiliza os algorritmos do Google para efetuar buscas nos dados armazenados pelas corporações.

Um dos recursos da nova versão é o Entity Recognition, que identifica e sugere automaticamente conteúdo que o funcionário esteja buscando, e também permite que os funcionários agreguem seus próprios resultados de busca a contexto.

O Search Appliance 7.0 apresenta uma nova interface, com preview de documentos extensos em formato reduzido (thumbnail). O Google Translate também está incluído e oferece tradução automática para mais de 60 linguagens.

Segundo destaca o Computerworld, o novo GSA 7.0 foi projetado para trabalhar com dados de maior complexidade, permitindo que informações vindas da nuvem, rede sociais, web e áreas seguras sejam endereçadas simultaneamente.

O equipamento também suporta buscas para a ferramenta de colaboração SharePoint 2010, da Microsoft.

Segundo o analista da IDC, Dave Schubmehl, as buscas por documentos ou informação no mercado corporativo formam um gargalo para as grandes corporações.

"As pessoas estão insatisfeitas com o jeito como seus sistemas internos de busca funcionam. A Google está entrando exatamente nesse gap e tentando fazer a busca interna tão boa quando a busca na web", diz o analista.

Conforme explica Schubmehl, o tempo perdido pelos funcionários na busca de dados dentro das bases de suas empresas acarreta uma grande perda de produtividade.

Em 2009, um levantamento da IDC constatou que, em média, um funcionário gasta 8,8 horas por semana apenas procurando alguma informação dentro do ambiente da empresa, gerando para as empresas uma despesa anual de US$ 14 mil por cada profissional.

"Acreditamos que a busca no ambiente corporativo é um problema a ser resolvido. Estamos mirando nas grandes organizações com grandes problemas de complexidade de dados e com o GSA 7.0 estamos refinando nossos sinais de relevância", declarou o diretor geral de Enterprise Search da Google, Matthew Eichner.