Gabriel, Matheus e Stefano, três dos sócios do Maybee.

Nascido em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, o aplicativo Maybee localiza eventos e divulga a programação de estabelecimentos da região. 

Gratuito para usuários, o app cobra R$ 150 ao mês de empresas que queiram controlar sua página e receber informações de usuários. Para aquelas que só desejam postar eventos, o valor é de R$ 19,90.

Com o plano completo, os estabelecimentos tem acesso a um painel que mostra o número de cliques na página da empresa, reviews do local, check-ins, conversas no webchat do local, entre outras informações. 

O plano simples, de R$ 19,90, apenas permite que o estabelecimento mantenha uma agenda com a programação do local.

Para que os usuários tenham informações completas da cidade, o aplicativo conta com um banco de dados próprios que lista os estabelecimentos da região, mesmo que eles não paguem um plano. A diferença é que não haverá agenda para esses locais, somente a citação de seu nome, localização e dados básicos.

Ainda sem contratos com empresas, o Maybee espera atrair 100 estabelecimentos até o final do ano. Além disso, pretende contar com mais de 30 mil usuários no mesmo período.

Os recursos para os usuários incluem o check-in realizado pela plataforma, que permite a visualização de uma lista de pessoas que também estão no local e habilita a interação entre elas com chat e compartilhamento de fotos via Instagram.

Segundo Matheus Karsten, CBO do app, o Maybee está no ar desde maio, mas a divulgação começou há pouco tempo. Ele afirma que a ideia começou a ser desenvolvida há mais de dois anos. 

Karsten e os outros quatro sócios do Maybee são jovens empreendedores. 

Enquanto ele concluiu, no ano passado, a graduação em negócios internacionais e comércio exterior pela Universidade de Caxias do Sul, três dos envolvidos ainda são estudantes (dos cursos de psicologia, administração e engenharia civil). Outro sócio é formado em ciência da computação.

O Maybee vai enfrentear concorrência no seu segmento na cidade. Em agosto foi lançado, com festa oficial no Pepsi Club, casa noturna de Caxias do Sul, o Beetchat, um aplicativo de rede social instantânea exclusivo para estabelecimentos e seus clientes.

O Beetchat busca empreendimentos de quatro nichos diferentes: baladas, bares e restaurantes, shoppings e universidades, e assim, como o Maybee, tem a meta de atrair 100 estabelecimentos para a rede social instantânea até o final do ano.

Além disso, a empresa espera ter 10 mil usuários cadastrados no período, três vezes menos do que o esperado pelo Maybee.

No Beetchat, é possível conversar com pessoas que estão no mesmo local, enviar fotos e fazer postagens. Depois de uma hora, os registros de conversas e posts na timeline são apagados da rede, como acontece no Snapchat, por exemplo.

Os dois apps devem disputar o mesmo público em Caxias do Sul: jovem e frequentador de festas.

Segundo o IBGE, a população da cidade é de mais de 465 mil habitantes. A cidade conta com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), que tem mais de 30 mil alunos, o que deve ajudar os apps a encontrarem seus adeptos.