EXPECTATIVA

Setor de TI deve crescer 20% em 2020

10/10/2019 08:41

Especialista alerta, no entanto, que nem todos vão se dar bem.

Dagoberto Hajjar, CEO da Advance Consulting. Foto: ACIM Maringá.

Tamanho da fonte: -A+A

O setor de TI deve crescer mais de 20% no ano que vem, mas é preciso tomar cuidado com o otimismo excessivo, pois nem todas as empresas estarão preparadas para tirar proveito disso.

Quem faz a projeção e o alerta é Dagoberto Hajjar, CEO da Advance Consulting, baseado na nova pesquisa da consultoria sobre o mercado brasileiro de TI, apresentada em primeira mão na Assespro-RS, em Porto Alegre.

Quando Hajjar perguntou à plateia quem achava que 2020 seria uma oportunidade, a grande maioria levantou a mão. 

É uma reação típica do empresário de TI, principalmente quanto ao próprio negócio, e aparece na pesquisa em todos os anos, aponta Hajjar, mas acaba muitas vezes não se concretizando. 

Segundo os dados atuais, os diretores e presidentes prevêem um crescimento entre 30 e 35% para 2020 em suas companhias. Entre os que responderam a pesquisa, 90% são do C level. 

“O empresário de tecnologia sempre acha que a empresa dele vai crescer muito além da média do mercado, é uma dose de otimismo absurda. Se ele é muito otimista, vai gastar tudo que estava previsto na parte de marketing e investimentos. A grana não entra e resulta em uma margem baixa de lucro”, alerta.

Em 2010, o setor também cresceu 20% e, segundo Hajjar, exatamente o mesmo deve acontecer em 2020, inclusive os problemas gerados - principalmente com relação à mão de obra, que será o grande limitador no ano que vem.

“Na verdade, tudo que ficou represado em 2009 desaguou lá em 2010 e a mão de obra de repente sumiu do mercado. Aí as empresas grandes contrataram os funcionários das empresas pequenas, muitas empresas pequenas sofreram e a oportunidade virou ameaça”, relembra o especialista. 

Hajjar chama isso de efeito de polarização, quando o dinheiro muda rapidamente de mãos para quem está preparado. Chegou a exemplificar que, a cada duas empresas, uma vai crescer muito e a outra vai decrescer.

Para ele, os negócios que vão tirar proveito do crescimento de 2020 são aqueles que estão olhando o mercado como uma oportunidade, acelerando o marketing, as vendas e inovando. 

“A chave para todo processo é o planejamento, ter foco em vendas, entender o seu mercado e o seu cliente. O aprendizado dos últimos anos foi em vendas, agora tem que ser em marketing, usando ele com estratégia traçada dentro da empresa”, recomenda Hajjar.

Ainda segundo a pesquisa, as empresas com maior faturamento tendem a ser mais pessimistas com relação ao mercado. Por outro lado, aquelas que têm maior taxa de crescimento ao ano são pessimistas com relação ao Produto Interno Bruto (PIB) e extremamente otimistas com relação ao mercado. 

Os empresários da área de hardware aparecem como pessimistas com relação ao PIB e ao crescimento do mercado de TI. Já na área de serviços, as empresas estão projetando 18% de crescimento esse ano e 22% para o ano que vem.

As companhias de software estão mais conservadoras para 2019, mas muito agressivas para 2020, quando deve haver um crescimento de software em nuvem bastante acelerado.

A previsão da Advance é de que, em 2020, a área de TI dentro da educação acelere, enquanto 2021 será ano dos negócios relacionados à saúde. A área do varejo deve acelerar somente em 2022, pois, segundo o consultor, está muito defasada no Brasil.

A Advance é uma empresa de consultoria e treinamento em gestão, marketing, vendas e canais especializada em empresas de tecnologia da informação e telecom (TIC).

Dagoberto Hajjar tem mais de 35 anos de experiência nas áreas de negócios e TI, com passagens pelo Citibank, ABN-Amro e Microsoft, onde foi o primeiro não americano a receber o prêmio de melhor funcionário pelas mãos de Bill Gates.

Em 2002, fundou a Advance, que conta hoje com mais de 2.500 clientes e mais de 50 pesquisas realizadas no mercado brasileiro. O empresário tem seis livros publicados, dois ebooks e participação como palestrante em mais de 150 oportunidades.

Veja também

PARE
Assespro contra os planos do Serpro

Para entidade, estatal de TI está se metendo onde não deve com planos na iniciativa privada.

ENTIDADES
Assespro-RS é a mais votada no Comcet

Setor de TI lidera no órgão consultivo de políticas públicas de TI.

FUTURO
Gartner: você vai bater ponto no celular

Até 2022, 70% das organizações que usam controle biométrico vão ter apps.

DESTAQUE
Zenvia está em lista do Gartner

Companhia é a única da América do Sul em relatório sobre plataformas de comunicação.

EXP
Macedo, ex-Everis, está no Gartner

Profissional assume a área de aconselhamento sobre decisões estratégicas em TI.

VAGAS
Oracle: 2 mil contratações em cloud

Profissionais serão contratados nos Estados Unidos e Índia. Pode ser que também no Brasil.

CANAIS
IFS quer participação maior de parceiros no Brasil

Meta é chegar a 40% já em 2020, incluindo alguns novos canais de grande porte.

CORTE
HP prepara cortes para 2020

Companhia vai demitir ou aposentar até 9 mil funcionários, o que equivale a 16% do total.

RH
Nestlé usa gamificação com Pushstart

O sistema será utilizado na seleção de trainees para 2020.

RH
Votorantim Cimentos: Gupy para seleção de estágio

A startup oferece uma solução de recrutamento com base em inteligência artificial.