INOVAÇÃO

Via Varejo compra 16,6% da Distrito

10/11/2020 11:54

Ideia é que a plataforma ajude a varejista na busca de oportunidades de investimento em startups.

Gustavo Araujo, CEO e cofundador da Distrito. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Via Varejo, dona do Ponto Frio e das Casas Bahia, acaba investir em rodada seed na Distrito, uma plataforma aberta de inovação que auxilia empresas na transformação digital e na conexão com startups.

O valor do aporte não foi revelado, mas a varejista passa a ser dona de 16,6% da empresa e o contrato não inclui nenhuma opção de compra para o restante do capital.

De acordo com o site Brazil Journal, a transação deve permitir que a compradora acelere seu processo de transformação num momento de forte digitalização do varejo brasileiro e de concorrência clique a clique no setor.

A paulistana Distrito foi fundado em 2014 por Gustavo Araujo, que fez carreira em empresas como Microsoft e Sony, e Gustavo Gierun, que trabalhou na B3, Itaú e Banco Pine. Os dois se conheceram investindo como anjos em startups.

Uma aliança com a KPMG ajudou a empresa a levar inovação à corporações e a abrir os hubs Distrito Spark CWB, em Curitiba, Distrito Fintech, para para serviços financeiros, e Distrito Healthtech, dedicado a startups de saúde em parceria com o Hospital das Clínicas.

Desde a sua criação, a plataforma construiu um ecossistema de inovação com mais de 300 startups residentes em seus quatro hubs, fez 21 investimentos e atende 65 grandes corporações — além de mapear e monitorar mais de 13 mil startups no Brasil e boa parte do mercado global de empresas de tecnologia.

Com o primeiro investimento recebido pela empresa, a Distrito deve apostar em novas plataformas digitais para conectar startups a empresas, tecnologia de mapeamento de dados e para lançar novos produtos. Eventualmente, também estuda fazer aquisições.

“É um ganha ganha. Vamos ajudar a Via Varejo a resolver diversos problemas com nossas conexões, ao mesmo tempo em que eles vão nos ajudar a crescer e gerar um universo de oportunidades para os nossos empreendedores residentes”, afirmou Gustavo Araujo, CEO e cofundador da Distrito, ao Brazil Journal.

Agora a ideia é que a Distrito ajude a Via Varejo a buscar novas oportunidades de investimento em startups.

“Ao invés de olhar startup por startup, por que não nos conectarmos com o maior ecossistema do Brasil e conseguir ver todas as oportunidades de uma só vez?”, explicou Roberto Fulcherberguer, CEO da Via Varejo, ao Brazil Journal.

Segundo a varejista, ela optou por investir na Distrito ao invés de apenas se associar ao ecossistema por conta da grande oportunidade de acelerar a expansão da startup — que até agora vinha crescendo apenas com sua própria geração de caixa.

A Via Varejo já havia adquirido três companhias neste ano. Em abril, comprou a ASAP Log, startup curitibana com atuação nacional. No mês de maio, concluiu a compra do banco digital banQi. No final de outubro, foi a vez da i9XP, paulistana de software para varejo.

Veja também

CARREIRA
Dreher, ex-Cisco, assume marketing da I.Systems

Executivo liderava o marketing para Cloud & Compute da Cisco para a América Latina. 

BELEZA
Grupo Boticário cria aceleradora de startups

Inscrições para o programa GB Ventures acontecem entre 15 de novembro e 18 de dezembro.

APORTE
Time Energy levanta R$ 2 milhões

Investimento foi da EDP Ventures Brasil. Startup é voltada à gestão eficiente do consumo de energia.

PROCURA
Fleury e Sabin criam fundo de R$ 200 milhões

A meta é que, em quatro anos, o Kortex Ventures seja sócio de 15 a 18 healthtechs. 

MEDICINA
Afya compra MedPhone por R$ 6,4 milhões

Esta é a terceira healthtech adquirida pelo grupo de faculdades desde julho.

GOVTECH
Gove recebe aporte de R$ 8 milhões

Rodada seed foi liderada pela Astella Investimentos. Startup quer multiplicar por 10 o número de cidades atendidas.

VENTURE
Meta: R$ 20 milhões para startups

Companhia de tecnologia cria um braço de investimentos em novas empresas de tecnologia.

EQUITY
Publicitário cria agência focada em startups

Em vez de cobrar pelos serviços, Jader Rossetto propõe obter uma fatia minoritária das companhias.

NOMES
Laloum, da Young & Rubicam, é reforço na Distrito

Executivo experiente da área de comunicação assume como CSO no hub de inovação.

COMUNICAÇÃO
Pink recebe aporte de R$ 3 milhões

Rodada seed foi liderada pela gestora Fuse Capital, que já projeta série A para 2021.