Cristiano Mendes, gerente de marketing e vendas da KingHost.

A KingHost cresceu 30% em 2013 e deve fechar o ano com faturamento de R$ 19 milhões.

São 250 mil domínios registrados e hospedados, informa a empresa gaúcha em sua primeira divulgação pública de faturamento.

No material divulgado, a KingHost se coloca como o terceiro player no mercado nacional de hospedagem, hoje liderado de longe pela Locaweb, com a UOL Host nos calcanhares.

Hospedagem de sites ainda representa 50% do faturamento total, mas a empresa quer se colocar como um player com serviços agregados, nos moldes dos líderes de mercado.

“Estamos desenvolvendo ferramentas que auxiliem nossos clientes em todo o seu ambiente virtual. Nossa meta é dobrar a participação na receita dos serviços de valor agregado, como e-mail marketing, loja virtual e Google Adwords”, afirma Cristiano Mendes, gerente de marketing e vendas da KingHost.

Já no primeiro trimestre de 2014, a empresa lançará sua nova plataforma de e-commerce e pretende crescer 90% na oferta de cloud computing.

A empresa, que cresceu por meio da sua popularidade com usuários de um perfil mais técnico, também acena com um reposicionamento em termos de público, refletido em uma nova identidade visual.

“O objetivo é fazer com que qualquer usuário, mesmo aqueles que não têm conhecimento algum de hospedagem de sites, consiga compreender o assunto o suficiente para colocar a sua marca e as suas ideias na internet”, explica Mendes.

O crescimento tem sido acompanhado de investimentos em infraestrutura e aquisição de carteira por meio de compra de concorrentes.

Nos últimos dois anos, a KingHost investiu cerca de R$3 milhões em otimizações de infraestrutura e no desenvolvimento de novas soluções, incluindo a compra do provedor GiGA Internet na Serra Gaúcha.