GPTW é especialista em RH.

Seis empresas de tecnologia ficaram entre as 20 melhores para trabalhar em Santa Catarina, em um ranking divulgado pelo Instituto Great Place to Work e a Revista Amanhã nesta terça-feira, 10.

Entre as empresas com mais de mil funcionários, o destaque foi para a fabricante de equipamentos de telecomunicações Intelbras, que ficou em quinto lugar.

Nas abaixo de mil, o primeiro lugar ficou para a startup de soluções de e-commerce Chaordic.

De acordo com o GPTW, a empresa reproduz, no Brasil, o mesmo ambiente de dinamismo e flexibilidade de multinacionais como Google, Yahoo!, HP e Facebook.

Em outubro, a Chaordic já havia sido premiada pelo melhor design de interiores do Brasil, no 10º Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa.

Ourtras empresas de TI listadas na mesma categoria foram a operação local da paulista Resource IT (4º), a Pollux Automation (7º), a Softran (9º) e a Delsoft (12º).

Veja as listas completas:

 

Grande Empresa

1 Sistema Fiesc

2 Dudalina

3 Clamed

4 Intelbras

5 Tractebel

6 Rede Angeloni

7 Ministério Público de Santa Catarina

 

Empresas de médio porte

1 Chaordic

2 Sebrae/SC

3 BN Papel

4 Resource IT Solutions

5 MM Mercadomóveis

6 Coopercarga

7 Pollux Automation

8 Librelato S/A

9 Softran

10 Renauxview

11 Orion

12 Delsoft Sistemas

13 Sicoob (Blucredi)

 

COMO FUNCIONA

Para participar, cada empresa preenche um formulário disponibilizado pelo GPTW e se submete a um processo de avaliação. 

Tudo começa com dois questionários – um respondido pelos funcionários e outro, pelos gestores da área de RH. 

Ambos diagnosticam como as empresas lidam com as nove práticas culturais que o GPTW considera essenciais: inspirar, falar, escutar, agradecer, desenvolver, cuidar, contratar e receber, celebrar e compartilhar. 

A etapa que contempla as questões respondidas pelos gestores é conhecida como Culture Audit e tem pelo de 33% na nota final da empresa. 

Já a etapa respondida pelos funcionários se chama Trust Index e corresponde a 62% da avaliação. 

Finalmente, há uma fase formada por duas questões abertas e dissertativas – nas quais os empregados podem fazer comentários e que têm peso de 5%. Todas as etapas são realizadas de forma voluntária. 

Para as empresas que participam da pesquisa e desejam aprimorar suas práticas de gestão de pessoas, o GPTW disponibiliza um sumário executivo com os principais achados das respostas. Aquelas que preferem podem, ainda, contratar serviços mais completos de diagnóstico e aprimoramento do seu clima organizacional.