Tecnologia dispensa o uso de cartão para saque. Foto: divulgação.

O Banco Original vai oferecer saque nos caixas eletrônicos do Banco24Horas por meio de QR Code. Através da tecnologia desenvolvida pela TecBan, os clientes poderão retirar dinheiro usando o aplicativo da conta digital, sem necessidade de cartão.

A operação teve início no dia de ontem (09) para alguns clientes, com previsão de expansão ainda esse ano.

"O saque sem cartão por meio da tecnologia de QR Code cumpre o papel de trazer inovação, segurança e agilidade para nossos usuários", afirma Guilherme Oliveira, head de cartões e meios de pagamentos do Banco Original.

Para utilizar o recurso, o cliente precisa selecionar a opção de sacar na tela inicial do aplicativo do banco e escolher o valor do saque. 

No caixa eletrônico do Banco24Horas, deve selecionar a opção de saque digital e escolher o item QR Code. Depois disso, basta escanear o código com o celular para realizar o saque.

"O Saque Digital facilita o saque de dinheiro e abre caminho para novas funcionalidades que proporcionam ainda mais acesso da população aos serviços oferecidos nos caixas eletrônicos", ressalta Tiago Aguiar, head de novas plataformas da TecBan, administradora do Banco24Horas. 

Criada há 37 anos, a TecBan investiu R﹩ 2,2 bilhões nos últimos cinco anos em serviços financeiros e atende 135 milhões de pessoas por ano.

Entre os seus produtos, estão o Hub Digital (Saque Digital, Open Banking e Transferências Instantâneas P2P), Mídia Banco24Horas, +Varejo Banco24Horas, Switch Interbancário BlockChain, LinkBooster TBNet, SmartSecurity TBNet, AlwaysOn TBNet e Espaço Multibanco.

O Banco24Horas tem 23 mil caixas eletrônicos instalados em mais de 13 mil estabelecimentos comerciais localizados em 760 cidades.

Já o Banco Original atua nos segmentos varejo, corporate e agronegócio. A instituição se intitula como o primeiro banco 100% digital do Brasil e, desde o início, já trabalhava com o Banco24Horas para saques com cartão.

Seu projeto começou em meados de 2013, com investimentos que chegaram a R$ 600 milhões na construção da plataforma digital.