O grupo conta com mais de 1,7 mil lojas. Foto: divulgação.

A Americanas passou a aceitar o Pix como forma de pagamento no e-commerce e já testa a tecnologia em 10 lojas físicas para, nas próximas semanas, expandir para o restante da rede.

Segundo o site Mobile Time, a companhia é o primeiro grande e-commerce brasileiro a aceitar o tipo de pagamento, que pode ser usado na compra de qualquer produto do site.

Na prática, é gerado um QR Code dinâmico na hora do check-out para ser escaneado pelo aplicativo da instituição financeira usada pelo cliente. A tecnologia desenvolvida pela Ame Digital vai intermediar todas as transações, fazendo a integração entre o cliente, o ponto de venda e o sistema do Banco Central. 

As lojas que estão aceitando pagamento com Pix em caráter de teste ficam no Rio de Janeiro e em São Paulo. A ideia é expandir nas próximas semanas para todas as 1,7 mil lojas do grupo.

"A experiência de compra e a conveniência do cliente são os principais objetivos de tudo o que fazemos. Com o Pix, a confirmação de pagamento é imediata, tornando mais rápido o envio do produto ao cliente", ressalta Marcelo Nunes, diretor financeiro da B2W Digital.

Na análise da publicação, o Pix tende a substituir outros meios de pagamento e transferências que forem mais difíceis, demorados e caros. 

As primeiras vítimas devem ser as transferências interbancárias por TED e DOC. Em seguida, devem vir as compras on-line por cartão de débito ou boleto. 

Isso porque o pagamento com cartão de débito on-line é complicado, requer muitos passos e tem um risco de fraude relativamente alto. O boleto, por sua vez, leva até dois dias úteis para ter o pagamento confirmado – além de custar mais caro que o Pix para o comerciante.

Portanto, é esperado que outros sites de comércio eletrônico sigam o mesmo caminho da Americanas.

Sobre o uso do Pix para os pagamentos presenciais, a adesão da população deve depender do quão fácil for usá-lo através das maquininhas. 

A princípio, a experiência ainda não é tão amigável e rápida quanto a com cartão, especialmente quando utilizado o pagamento por aproximação para valores baixos, nos quais a digitação da senha é dispensada. 

Na nova tecnologia, o cliente precisa abrir o app do seu banco, encontrar a opção Pix no menu e o botão de leitura de QR Code. Com cartão, basta tirar da carteira a aproximá-lo da máquina de POS.

Porém, por outro lado, é melhor, e mais higiênico em tempos de pandemia, pagar com Pix do que com dinheiro vivo, o que pode tornar o pagamento instantâneo uma alternativa para pessoas que têm contas digitais, mas não cartão de crédito.