Loja do Boticário no Rio de Janeiro. Foto: Wikipedia.

Nicolás Simone, ex-superintendente de Sistemas e Gestão do Itaú Unibanco, é o novo CIO do Boticário.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pela reportagem do Baguete Diário. Procurado, o Boticário preferiu não se manifestar sobre o tema.

Simone assume uma posição que tem sido  uma batata quente nos últimos tempos. O cargo era anteriormente de Marcelo Sachini, um executivo de carreira da empresa, em março do ano passado.

Sachini por sua vez substituiu  Henrique Adamczyk, então diretor Executivo de Desenvolvimento e Transformação Organizacional. 

Na função, assumida em 2007, Adamczyk acumulava o papel de CIO, que já desempenhava desde 2003. Sachini era também um funcionário de casa do Boticário, onde iniciou em 2004 como gerente de sistemas de informação

Na TI da Boticário, tanto Sachini quanto Adamczyk estiveram à frente de projetos como a implantação do ERP SAP na empresa em 2013. 

Seja qual for o motivo da rotatividade de CIOs, o Boticário apostou agora num profissional de fora dos quadros da empresa.

Simone estava no Itaú há três anos. Antes, teve uma passagem do mesmo tamanho pela diretoria de TI e Gestão das Lojas Renner.

Antes disso, trabalhou na Inbev, onde começou carreira no Uruguai, chegando ao cargo de diretor global de TI na sede da gigante de cervejas, na Bélgica.

O Boticário, primeira unidade de negócio do Grupo Boticário, alcançou duas marcas históricas em 2013, quando foi líder do mercado brasileiro de perfumaria e vice-líder do ranking na categoria de maquiagem.

Junto com outras três unidades de negócio (Eudora, quem disse, berenice? e The Beauty Box), a marca somou um faturamento de R$ 9,3 bilhões em 2014, uma alta de 16%.