Operação da Mandic em Maringá.

A Mandic, empresa de soluções em computação em nuvem, acaba de abrir uma unidade em Maringá, no Paraná, com 15 profissionais já contratados e a perspectiva de contratar outros 15 no curto prazo.

A cidade paranaense é um polo regional de TI, com mais de 400 empresas de desenvolvimento de softwares e cerca de 4 mil profissionais de TI, segundo dados da Software by Maringá. 

Entre os perfis que a empresa busca estão desenvolvedores de software de front-end, Java e também Devops.

“Enxergamos um grande potencial em Maringá para a geração de novos negócios. Existe um movimento de pessoas migrando dos pólos de inovação mais tradicionais como São Paulo e Rio de Janeiro, seja pela qualidade de vida que as cidades menores oferecem ou em busca de melhores ofertas de emprego”, afirma Bruno Almeida, diretor de Engenharia da Mandic Cloud. 

Segundo dados da prefeitura de Maringá, o setor faturou R$ 802 milhões na cidade em 2017, um aumento de quase 10 vezes frente aos números de 2012, sendo hoje em dia 10% da arrecadação de ISS de Maringá.

A previsão do setor de TI para 2018 é alcançar a cifra de R$ 1 bilhão em faturamento na economia de Maringá e 13% do faturamento do ISS.

Planejada e com urbanização recente, Maringá é hoje a terceira maior cidade do Paraná, com 406 mil habitantes. 

A Mandic tem sede em São Paulo e escritórios em Maringá e Rio de Janeiro. A companhia atendeu 1 mil clientes em 2018 e conta com mais de 250 profissionais. 

A Mandic tem colocado suas fichas na prestação de serviços em nuvem.

Em fevereiro de 2018, comprou a Rivendel, uma companhia de serviços gerenciados de computação em nuvem com ênfase em lean, devops e análise de dados.

Em junho de 2017, a empresa anunciou a aquisição de toda a área de prestação de serviços de nuvem da Ascenty, maior empresa de infraestrutura de data center do Brasil.