Ivan Patriota, diretor do CESAR Labs. Foto: Divulgação.

Ivan Patriota foi contratado pelo CESAR, centro de inovação sediado em Recife, para liderar o núcleo de experimentação da organização, chamado de CESAR Labs.

Nos últimos três anos, o executivo atuou na Accenture, onde foi gerente senior. 

Graduado em ciência da computação pela Universidade Católica de Pernambuco (1998) e Especialista em gestão de projetos pela Universidade de Pernambuco (2009), Patriota também foi engenheiro de software na Procenge e passou pelo Grupo Radix. 

Em 2004, ingressou no CESAR pela primeira vez, como parte do time da então incubada Meantime - onde atuou como produtor de jogos e gerente de operações. 

“Nosso objetivo é dar ainda mais agilidade e resultado para os clientes do CESAR. Para isso, vamos realizar experimentação de novos produtos e serviços digitais, sempre atrelados a modelos de negócios sustentáveis e em rede”, relata Patriota.

Com uma estrutura que se adapta às características de cada cliente, o CESAR Labs trabalhará para resolver desafios do mercado. 

“Receberemos projetos complexos para os quais, aparentemente, não há ainda uma solução”, explica Patriota.

Com atuação em consultoria, o CESAR se propõe a buscar soluções inovadoras. Além do foco na concepção de novas soluções, também tem experiência na gestão e execução de projetos sob demanda de tecnologia da informação e comunicação, atendendo todo o ciclo de desenvolvimento de software para sistemas de alta complexidade.

O CESAR faz parte do Porto Digital, um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, com mais de 200 empresas.