Banda larga móvel bombando nas Américas. Foto: flickr.com/photos/N000@7

A 4G Americas, associação setorial de provedores e fabricantes de telecomunicações, divulgou novos números sobre a tecnologia 3G e 4G na região das Américas, destacando um crescimento de 50% na internet móvel em 2012.

Segundo relata o estudo, realizado pela Informa, as assinaturas de pacotes 3G representam 32% do mercado das Américas, com 848 milhões de assinaturas. Por sua vez, a base de assinantes GSM (2G), recuou 2% no ano.

"Os usuários estão migrando para a LTE (4G) e UMTS-HSPA (3G), que cresceram 467% e 34%, respectivamente", destaca Kristin Paulin, Analista de Pesquisa Sênior da Informa Telecoms & Media.

Na América Latina, foram contabilizadas 654 milhões de assinaturas, com 52 milhões de novas conexões em 2012. Segundo Chris Pearson, presidente da 4G Americas, o número de redes de 3G e 4G está em expansão na região.

"As principais operadoras estão investindo muito e criando um grande impacto econômico através da sua contribuição ao mercado de banda larga em toda a região", explica.

4G

Conforme o levantamento, o 4G se apresentará com força em 2013, principalmente em países em crescimento como o Brasil. Nos Estados Unidos, por exemplo, Pearson já destaca que a quarta geração já está em alta.

"O mercado da América do Norte representa mais da metade de todas as conexões LTE (4G) do mundo, com uma participação de mercado de 55% no final de 2012 e 23 redes comerciais", destaca, falando das mais de 37,6 milhões de conexções 4G no território ianque.

Na América Latina, atualmente já existem 14 redes comerciais LTE em funcionamento, e até 2014 a previsão é de que hajam 40 delas. Quanto ao número de conexões, 2012 fechou com 98 mil, mas para 2013 são esperadas 2 milhões de acessos 4G.